O “Ser Independente” – Como lidar com a maturidade emocional

imagem_release_1415066Ser independente lhe dará a liberdade de fazer o que você quiser sem ligar para o que os outros pensam a respeito, a conquista da maturidade emocional lhe proporcionará essa sensação e também será útil na descoberta de soluções originais para seus problemas. Além do mais, estudos demonstram que quanto mais independente uma pessoa é, mais feliz ela se sente!  “Isso acontece pelo fato de sentirmos alívio e alegria quando tomamos as rédeas de nossas vidas. Só quem já experimentou essa sensação pode  descrever como é!” diz Aline Salvi, Master Coach.

A especialista compartilha a relação de sequência de hábitos que utiliza em seus processos de coaching e Mentoria para o desenvolvimento do “Ser Independente” que habita em cada um de nós. O “Ser Independente” ao qual me refiro hoje não é sobre independência financeira apenas, é muito mais amplo e abrangente , sobre independência emocional, é sobre “Se bastar”.

imagem_release_14150671- Pratique o autoconhecimento. Faça auto-análise diária. E Aceite-se. 

Você não pode construir um caráter forte e independente se não conseguir conviver consigo. Aceite seu corpo, sua personalidade, suas opiniões, suas escolhas, suas preferências e sua história de vida.  Não diga coisas contra você mesmo.

Todos podem ser fortes o bastante. Todos têm uma habilidade marcante, que prova suas forças. Deixe pra trás seus erros e traga consigo apenas as lições e aprendizados que eles te deixaram. Esforce-se para ser melhor todos os dias, siga em busca constante por sua melhor versão e mais importantemente: Ame-se. Essa é uma parte importante para ser independente, pois aceitar quem você é o impedirá de agir como outra pessoa.

2- Acredite em si mesmo. 

Se você não acreditar em si mesmo, quem acreditará? Todos somos diferentes e temos uma história e um propósito de vida únicos! Se você acreditar em si mesmo, ótimo, a sua crença alimentará a crença do próximo que convive com você, que acreditará também. Acreditando em si, você confiará em suas decisões – mesmo se elas forem completamente contra as expectativas de alguém – ou até da sociedade. Se você não tiver fé em si, sempre desconfiará de si mesmo e recorrerá aos outros para obter ajuda na hora de tomar decisões. Afaste-se disso. Não entregue à ninguém o mérito das suas decisões e ações.

3- Aceite o mundo. 

Pessoas independentes não são vis, nem acreditam que toda a raça humana é cruel. Pessoas independentes são aquelas que enxergam o mundo, com seus tons bons e ruins, e conscientemente escolhem fortalecer a si mesmas e aos outros. Você não é independente por não confiar em ninguém. Você não é independente por estimar mais a si que aos outros. É justamente o contrário. Aceitar o mundo e todas as suas complicações também lhe ajudará a ver que há inúmeros jeitos de viver – ninguém está forçando você a se conformar a um deles.

imagem_release_14150684- Seja emocionalmente independente.

É provável que você dependa de muitas pessoas para obter apoio emocional. Essas pessoas podem ser seus pais, um namorado(a), esposa, marido, filhos ou bons amigos. Ainda que seja possível continuar a depender dessas pessoas pelo resto de sua vida, é mais interessante compreender que nem todos esses sujeitos permanecerão ao seu lado eternamente. Alguns irão embora, outros irão parar de falar com você e todos eventualmente morrerão. A única pessoa que sempre estará ao seu lado é você mesmo.

Ao depender de si na hora de obter apoio, você nunca ficará decepcionado. É aceitável ficar emocionalmente ligado a algumas pessoas de sua vida, mas você não pode permitir que elas determinem seus sonhos e o seu nível de felicidade. Isso é com você.

5- Motive-se. 

Outras pessoas não têm e jamais terão o mesmo interesse no seu sucesso. A automotivação e o sucesso são questões de hábito. Você precisa se desligar do péssimo hábito da procrastinação e trocá-lo por um de bom planejamento. As pessoas de sucesso no mundo nem sempre são as mais brilhantes ou as mais belas. Porém, independentemente de quais outros talentos ou dons, elas ancoram a autoestima em uma série de vitórias em tarefas grandes e pequenas. Mas pra garantir a realização e afastar a frustração, você precisa se planejar.

Se quiser alcançar um objetivo em sua carreira, o mesmo deve ser feito para que você agrade a si mesmo, e não para que sua família fique feliz. Se quiser ter notas incríveis, o mesmo se aplica. Não se motive a perder peso, publicar livros ou construir casas para impressionar os outros. Faça pelo seu desejo de ter sucesso.

6- Seja seu próprio herói (heroína). 

Há inúmeras fontes de inspiração pelo mundo; verdadeiros modelos a seguir. Não é ruim encontrar alguém para admirar, cujos valores sejam parecidos com os seus. Ou para modelar, em determinada fase profissional. Porém, no final das contas, é importante pensar em si mesmo como seu próprio modelo, como a pessoa capaz de fazer e dizer o que quiser. Busque ser você mesmo e seja seu melhor “eu”, sua melhor versão.

Sinta orgulho de sua trajetória de vida, sinta orgulho da pessoa que você se tornou e de tudo o que já conquistou, superou e viveu até hoje. Com certeza você tem muitos motivos à se orgulhar!  Venceu inúmeros desafios na sua vida, dores, perdas e obstáculos que o tornam um verdadeiro herói ou heroína da sua própria história com dores e conquistas reais.

7- Aceite que a vida nem sempre é justa.

Nossos pais ou tutores se importaram tanto conosco que fizeram de tudo para nos criar em um ambiente justo. O mundo real não funciona com esse princípio, e esse é um grande problema da atualidade.

Então prepare-se pois possivelmente você será tratado mal por vários motivos injustos: sua cor, sua aparência, inteligência, sua altura, seu peso, seu poder financeiro, suas opiniões, seu gênero, orientação sexual, identidade de gênero, situação neuropsíquica, idade e qualquer outra característica.  Não permita que a injustiça do mundo impeça você de fazer o que quiser. Quer ser um enfermeiro? Uma mulher do serviço militar? A primeira pessoa de sua família a entrar na faculdade? Aja com convicção de que conseguirá o que quiser, apesar das dificuldades.

8- Pare de ligar pra opinião dos outros. 

Essa é a parte mais importante da independência. Pois o que importa de verdade é o que Você pensa sobre você, pois o que os outros pensam, são apenas a visão deles e não a sua verdade. Se você depender dos outros para descobrir qual música é legal, ou quais roupas são apropriadas, será impossível ser feliz!

Desde que você goste da coisa, nada mais importa! Pare de se preocupar com a opinião dos outros sobre sua vida, independentemente do que eles pensarem sobre suas roupas, sua carreira ou sobre quem você escolheu para ser sua cara-metade. Essas decisões são suas e de mais ninguém. Pessoas Independentes não justificam as suas escolhas, apenas as fazem!

Se você sempre tiver o maldito pensamento “Mas e o que as outras pessoas vão pensar se…” na sua cabeça, será impossível avançar e realizar os próprios desejos.

9- Apenas não “pense” que você é o melhor: prove-o a si!

Sua opinião é mais importante que a própria auto-motivação. Você sabe quando está colocando as próprias forças naquilo que quer. É mais fácil começar a lidar com suas responsabilidades sabendo, com incrível fé em si, que é possível lidar com o que vier do que tentar alcançar objetivos quando se está confortável demais. O conforto conquista pouca coisa (toda zona de conforto é tentadora), mas o esforço exagerado também não ajuda. Então tenha equilibro e persistência para seguir em frente sem deixar nenhum de seus valores de lado.

10- Consiga suas próprias informações. 

Leia e assista às notícias e procure informações das mais variadas fontes. Siga-as frequentemente e sempre tenha como objetivo observar ambos os lados de todas as histórias antes de formar uma opinião. Você pode conversar com pessoas de várias etnias para obter mais informações sobre um assunto relevante, também, mas jamais permita que os outros lhe digam o que pensar. Tome, como objetivo, ler o máximo possível, seja literatura clássica, de carreira, atualidades ou revistas.

Faça da leitura um hábito diário em sua rotina, quando se é bem informado, a consciência trabalha de maneira independente, sem maiores filiações partidárias ou extremistas. Dessa forma você não será influenciado por informações “fake” das redes sociais nem contaminado pelo sensacionalismo exarcebado de diferentes grupos sociais e ativistas em geral.

imagem_release_1416913

Acompanhe o trabalho de Aline Salvi Coach:

Instagram: @alinesalvicoach
Facebook: Aline Salvi Coach 
Youtube: Aline Salvi Coach

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *