Alunos Especiais: Renomada escola de gastronomia abre turma com portadores de síndrome de down e autismo

Ateliê Quatro Folhas fica no bairro do Tatuapé em São Paulo e atende mais de 20 jovens e adultos com necessidades Especiais

Os alunos com necessidades especiais comprovam que o ato de cozinhar pode ir muito além de reproduzir receitas, pode auxiliar no desenvolvimento de suas personalidades, estimulando-os a trabalhar em equipe, auxilia na concentração e autoestima, mostrando que eles podem atingir o sucesso nesta jornada, seja pelo resultado final das receitas ou pelo simples fato de estarem entre amigos e desenvolvendo os seus respectivos potenciais.

Eles aprendem a descascar legumes, misturar ingredientes e fazer pratos maravilhosos. Importante ressaltar que nesse processo, é respeitada a limitação pessoal e o tempo de desenvolvimento de cada aluno.

“O ato de cozinhar é um ato de amor e isso eles tem de sobra” – Mariana Matsui (Sócia Proprietária do Ateliê Quatro Folhas)

As aulas foram iniciadas em 2017 e atualmente ocorrem 1 vez ao mês, sempre acompanhada por grandes chefes da gastronomia brasileira.

Sobre o Ateliê:

O Quatro Folhas – ateliê gastronômico é uma escola de gastronomia localizada no bairro do Tatuapé, em São Paulo.  Desde agosto de 2015, ministra os mais variados cursos de gastronomia, para todos os tipos de alunos. Os cursos podem ser profissionalizantes, com 1 ano de duração, rápidos ou avulsos (aulas temáticas com 1 dia de duração).  A escola preza pela qualidade do ensino através de aulas 100% práticas, sempre visando desenvolver o potencial do aluno, seja ele um profissional da área que busca aperfeiçoamento ou um amador.

O Quatro Folhas conta com uma equipe de chefs especializados nas mais diversas áreas como: cozinha brasileira, internacional, confeitaria, faça e venda, mini chef, além de promover também aulas para jovens com deficiências / síndromes. A escola possui ainda uma parceria com a EAG (Escuela de Arte Gastronómico) de Buenos Aires – Argentina, através da qual enviamos, a cada ano, um grupo de alunos dos cursos profissionalizantes para participarem de um curso de Gastronomia na EAG – trata-se do “intercâmbio gastronômico”.

http://www.quatrofolhasgastronomia.com.br/site/

 

Rede Social:

@quatrofolhasgastronomia

 

Imprensa: 

Leonardo Almeida (11) 98785-6409

contato@leonardoalmeida.com.br

Rodrigo Almeida (11) 96334-5493

rodrigoimprensa1@gmail.com

Artigo: Você sabe qual é sua verdadeira escolha?

Neste Texto Adan y Lara te convidam a mergulhar para dentro de si mesmo e repensar algumas escolhas.

Eu tenho um quarto que eu protejo. Um “lugar” em minha mente de onde tenho medo de sair. Mantenho a porta fechada para me sentir seguro.

Parece que tem um senhor que mora comigo. A todo instante ele bate à porta, toca a campainha incessantemente até que eu abra a porta e o convide para entrar. Se ele insiste tanto para entrar, deve ser porque tenho que deixá-lo entrar. É como se ele me trouxesse as respostas para me sentir bem, estando sozinha neste casarão. Nem sempre dá certo, quase nunca na verdade, mas ele realmente conhece minha solidão.

Porém, assim que faço o favor de deixá-lo entrar, ele me exige um banquete para matar sua fome e me sinto obrigada a servi-lo. Às vezes, ele deixa eu comer o resto da comida, às vezes tenho que me esforçar e me sacrificar para merecê-la.

Eu não faço ideia de porque estou neste quarto, não tenho noção de quem sou. A única coisa de que me lembro é que este senhor me dá de comer e, assim, sigo existindo.

Até que eu canso de existir sem saber quem sou e o que faço aqui. Então, cansada e rendida a não querer mais existir e disposta a dizer ao senhor que não mais o servirei, eu abro a porta e me surpreendo com o que vejo. Por trás do senhor Barulhento havia outro senhor que não falava, que somente me mirava com um leve sorriso.

De repente, me dou conta de que ele sempre esteve ali, mas nunca senti vontade de convidá-lo porque sempre tive a certeza de que deveria convidar o senhor Falastrão que toda vez queria entrar, e que de alguma maneira me ressoava desde ali.

Neste instante, o olhar deste outro senhor Silencioso me pareceu tão familiar. E, enquanto mirava diretamente em seus olhos, fui tão profundamente em seu silêncio, que o barulho do velho senhor parecia que estava tão longe, tão longe que mal compreendia o que dizia.

Vagarosamente, saí da frente da porta e imediatamente o senhor Silencioso deu seus passos para entrar. Não precisei dizer uma palavra para que soubesse que havia aberto o espaço para que ele passasse. De alguma maneira ele sabia o que eu queria, o que eu necessitava.

Ele deixou a porta aberta, não fechou como o outro senhor sempre faz. Sempre acreditei que havia algo a temer lá fora, exatamente por manter a porta fechada. Este “novo” senhor estava me ensinando que não havia nada de que ter medo. E o mais incrível é que começou a me ensinar isso sem dizer uma palavra, sem fazer um barulho.

Aquilo tudo era muito estranho para mim. Fiquei meio sem saber o que fazer porque parecia que eu não tinha que fazer nada e isso, surpreendentemente, me incomodava. Quantas vezes eu estive cansada e pedi para o outro senhor para ficar quieta e em paz, mas ele sempre dizia que eu tinha que fazer por merecer.
Que confusão no meu quarto!

Neste quarto que sempre protegi para me sentir segura. Mas que, agora, este senhor me mostrava que este quarto era mesmo uma Antessala de um casarão fechado, antigo e ultrapassado, e que só existia porque eu jamais saí da antessala.

Aí então, eu me perguntei porque eu nunca fui olhar para depois da antessala, mais adentro do casarão?

E com a presença daquele Silencioso senhor, me dei conta de que aquele outro senhor Falastrão estava constantemente me distraindo com seu barulho, me ocupando com suas ideias e afazeres. O espaço estava preenchido todo o tempo por aquele monte de palavras e imagens que se apresentavam como uma ressonância passada, que dialogava diretamente com este alguém solitário, fugindo da dor e em busca de prazer. Tive que assumir que eu por mim mesma sou uma completa insatisfeita. Uma eterna incompleta. Já comecei a achar graça, por que como eu poderia ser eterna e incompleta ao mesmo tempo?

Entretanto, o mais impressionante é que tudo isso somente estava ali porque eu acreditava que era assim. Pois naquele momento, naquele som do silêncio, podia presenciar uma “nova” maneira de ver, de perceber a mim mesmo e a tudo a minha volta.

Isso me assustava! Foi quando perguntei ao Silencioso senhor:

– Por que você nunca entrou antes aqui?

Ele olhou com aquele sorriso pacifico e amorosamente estranho para mim, que me fazia sentir “em casa” ao mesmo tempo, e disse:

– Por que a porta estava fechada.

Pensei comigo que eu sempre abri a porta. E o que, de fato, ele queria dizer com isso?

Foi então, que me dei conta de que eu era o anfitrião. A todo momento…. Eu fazia o convite. Eu assinava o acordo de quem ia entrar ali.

Neste momento, senti tanta vergonha que tive vontade de desaparecer. E,imediatamente, comecei a ouvir o barulho do antigo convidado se aproximando de novo. Foi quando pedi ajuda ao meu novo convidado Silencioso, pois eu não queria mais aquele antigo, porém não sabia como calá-lo. Foi quando o senhor do silêncio me disse:

– A vergonha que sentes é porque acreditavas que algo ou alguém estava fazendo isso contigo e que era uma vítima. Agora, sabes que és responsável por quem convida para entrar, responsável pelo que experimenta. É você quem toma a decisão.

– Ok. – Eu disse – Mas não entendo porque eu estive fazendo isso comigo. Me auto castigando? Sou louca?

– Sim, isso é uma insanidade. Mas o melhor dela é que é uma ilusão. – Disse ele.

– Ilusão?

– Você acredita que está sozinha, não lembra de sua fonte, de seu Criador. Você realmente crê que se separou dele, você se sente culpado por isso e se aprisionou no medo, na morte, na separação e na dor de um sonho que já acabou. Só estou aqui para te lembrar disso e para rirmos juntos.

– Estou sonhando? – Eu disse um tanto assustada.

– Isso não é para você acreditar ou compreender, e sim vivenciar e ver por si mesmo.

– E como saio disso, meu Deus? Ou, seja lá quem for o Senhor.

– Me convide constantemente para entrar e percorrer esse casarão de culpa contigo. – Disse ele – Só isso.

Só isso? Como podia alguém, até então estranho para mim, me passar tanta confiança a ponto de eu encontrar total obviedade em suas palavras, tamanha honestidade em seus olhos e plena leveza em seu sorriso?

O que mais eu poderia fazer? Em um tiro no escuro de absoluta certeza, eu disse:

– A porta está aberta.

Adan Y Lara

 

Sobre Adan Y Lara

São guias de AutoReconhecimento que levam sua experiência do despertar espiritual a diversos países. Adan e Lara sempre foram buscadores de uma conexão direta com a “Fonte”. Desde pequenos, perceberam que havia algo de errado no funcionamento do mundo e já entendiam que não adiantava querer ou fazer nada que pudesse mudá-lo. Então, compreenderam que a única mudança estava dentro deles, para a qual era necessária uma nova percepção, que só seria possível quando soubessem quem realmente são.

 

Siga Adan Y Lara nas redes sociais:

 

Instagram: https://www.instagram.com/portal.reencontrese/

Facebook: https://www.facebook.com/PortalReencontreSe/

YouTube: https://www.youtube.com/channel/UCSDCxW4JfiF5dunMMp2aUDA

“Outubro mês Rosa” realiza campanha “A Beleza de uma Mulher através do Turbante”.

imagem_release_1445949Muitas mulheres sofrem muito após serem diagnosticadas com câncer. Elas batalham contra uma doença que possui fortes efeitos colaterais devido aos traumáticos tratamentos de quimioterapia. Após a queda de cabelos muitas usam ou peruca. Mas mesmo existindo ótimas opções no mercado como Laces Wigs (perucas), muitas usam lenços e turbantes.” Otunba Adekunle 

No Brasil, as campanhas de conscientização sobre o câncer de mama acontecem desde 2002 e à partir de 2011 sobre o câncer de colo do útero em diversos estados. O movimento começou a surgir em 1990 quando aconteceu a primeira Corrida pela Cura, realizada em Nova Iorque, e desde então, promovida anualmente na cidade.

Entretanto, somente em 1997 é que entidades das cidades de Yuba e Lodi, também nos Estados Unidos, começaram a promover atividades voltadas ao diagnóstico e prevenção da doença, escolhendo o mês de Outubro como epicentro das ações. Hoje o Outubro rosa é realizado em vários lugares do mundo.

imagem_release_1445946“Outubro mês rosa” é o nome da campanha criada por  Otunba Adekunle (Presidente do Centro Cultural Africano no Brasil) que teve a iniciativa de fazer uma ação em parceria com a Secretaria de Cultura da Prefeitura de Embu das Artes, em São Paulo representada pelo senhor Secretário Júlio César Campanha, a ser realizada no dia 06 de outubro, das 14 às 18 horas, no Centro Cultural Mestre Assis – Largo 21 de abril, número 29, no Centro de Embu das Artes.

Nesse dia teremos apresentação de danças africanas com o Grupo Palancas Negras, uma oficina de turbantes, palestras motivacionais, palestras sobre prevenção, auto estima, saúde da mulher. Segue abaixo a programação completa das atividades e os horários. 

Programação:

Dia: 06/10, das 14h00 ás 18h00

14h –  Abertura do evento com secretários (Cultural, Comunicação, Saúde)
14h20 – Palestra profissional da saúde, apresentação de slides
14h50 – Apresentação grupo de dança africana: Associação Angolana do Estado de São Paulo “Palanca Negra”
15h20 – Oficina de turbantes e lenços: Centro Cultural Mestre Assis – Embu das Artes
17h10 – Palestra motivacional com palestrante Sr. Otunba Adekunle (Centro Cultural Africano no Brasil)
17h20 – Encerramento e sorteio de brindes

Serviço:

Local: Centro Cultural Mestre Assis – Embu das Artes
Largo 21 de abril, 29 – Centro de Embu das Artes
“Sábado – dia 06 de Outubro, ás 14:00 ”
Classificação: Livre
Site: www.ccabrasil.org
Informações: (011) – 9.8927-3618

Apoios:  Centro Cultural Africano
Secretaria de Cultura, de Embu das Artes.
XMD AGÊNCIA – Eventos, Projetos e Comunicação.

Setembro amarelo: No mundo, a cada 45 segundos uma pessoa comete suicidio

imagem_release_1430823Se outubro é o mês pela prevenção do câncer de mama, representado pela cor rosa, e novembro é pela prevenção de doenças masculinas, com a cor azul, em Setembro adotamos o Amarelo para colorir o movimento mundial para conscientizar a população sobre a realidade do suicídio e mostrar que existe prevenção em mais de 90% dos casos, segundo a Organização Mundial da Saúde.

O suicídio é considerado um problema de saúde pública e mata 1 brasileiro a cada 45 minutos e 1 pessoa a cada 45 segundos em todo o mucndo. Pelos números oficiais, são 32 brasileiros mortos por dia, taxa superior às vítimas da AIDS e da maioria dos tipos de câncer. Pelo menos o triplo de pessoas tentaram tirar a própria vida e outras chegaram a pensar em suicídio. Apesar de números tão alarmantes, o assunto ainda é tratado como tabu. Evita-se o assunto, o que só colabora para o aumento dos casos, pois as pessoas muitas vezes não sabem que podem procurar ajuda.

imagem_release_1430824O câncer, a AIDS e demais doenças sexualmente transmissíveis (DSTs), há duas ou três décadas, eram rodeadas de tabus e viam o número de suas vítimas aumentando a olhos nus. Foi necessário o esforço coletivo, liderado por pessoas corajosas e organizações engajadas, para quebrar esses tabus, falando sobre o assunto, esclarecendo, conscientizando e estimulando a prevenção para reverter esse cenário.

Mas como buscar ajuda se sequer a pessoa sabe que ela pode ser ajudada e que o que ela passa naquele momento é mais comum do que se divulga e ela imagina? Ao mesmo tempo, como é possível oferecer ajuda a um amigo ou parente se também não sabemos identificar os sinais e muito menos temos familiaridade com a abordagem mais adequada? Segundo a Master Coach Aline Salvi “Devemos ficar atentos aos 4Ds do Suicídio e transtornos psicológicos.  Os 4 D´s corresponde a  Depressão, Desesperança, Desamparo e Desespero”.

Quais são os sinais e comportamentos predominantes?

imagem_release_1430827Depressão, Desesperança, Desamparo e Desespero: As pessoas com pensamentos suicidas podem se isolar, não atendendo a telefonemas, interagindo menos nas redes sociais, ficando em casa ou fechadas em seus quartos, reduzindo ou cancelando todas as atividades sociais, principalmente aquelas que costumavam e gostavam de fazer. Deixam também de sonhar e de fazer planos para o futuro, perdem a esperança de dias melhores.

Este quadro pode se agravar e muito caso a pessoa se sinta desamparada, sem pai, mãe, marido, irmão, amigo ou vizinho pra lhe dar um ombro amigo ou uma mão pra se levantar e seguir em frente. Acabam se prendendo  a dores e perdas do passado e mergulham num poço de depressão e lamentações.

Outros fatores (externos que também agravam o quadro dos 4Ds):

O Global Entrepreneurship Monitor mostra que a exposição ao agrotóxico (longos anos ininterruptos de trabalho agrícola-no campo- de sol a sol), perda de emprego, crises políticas e econômicas, discriminação por orientação sexual e identidade de gênero, agressões psicológicas e/ou físicas, sofrimento no trabalho, diminuição ou ausência de autocuidado, conflitos familiares, perda de um ente querido, doenças crônicas, dolorosas e/ou incapacitantes, entre outros podem ser fatores que vulnerabilizam, ainda que não possam ser considerados como determinantes para o suicídio. Sendo assim, devem ser levados em consideração. Se o indivíduo apresentar esses sinais, fique alerta para o risco de suicídio eminente.

Abordagem adequada: Diante de uma pessoa sob risco de suicídio, o que se deve fazer?

Encontre um momento apropriado e um lugar calmo para falar sobre suicídio com essa pessoa. Deixe-a saber que você está lá para ouvir, ouça-a com a mente aberta e ofereça seu apoio.  Se você acha que essa pessoa está em perigo imediato, não a deixe sozinha. Procure ajuda de profissionais de serviços de saúde, de emergência e entre em contato com alguém de confiança, indicado pela própria pessoa. Se a pessoa com quem você está preocupado(a) vive com você, assegure-se de que ele(a) não tenha acesso a meios para provocar a própria morte (por exemplo, pesticidas, armas de fogo ou medicamentos) em casa. E acima de tudo,  ter sensibilidade de olhar para o próximo com os olhos do coração.

Acompanhe o trabalho de Aline Salvi Coach:

Instagram: @alinesalvicoach
Facebook: Aline Salvi Coach 
Youtube: Aline Salvi Coach

O “Ser Independente” – Como lidar com a maturidade emocional

imagem_release_1415066Ser independente lhe dará a liberdade de fazer o que você quiser sem ligar para o que os outros pensam a respeito, a conquista da maturidade emocional lhe proporcionará essa sensação e também será útil na descoberta de soluções originais para seus problemas. Além do mais, estudos demonstram que quanto mais independente uma pessoa é, mais feliz ela se sente!  “Isso acontece pelo fato de sentirmos alívio e alegria quando tomamos as rédeas de nossas vidas. Só quem já experimentou essa sensação pode  descrever como é!” diz Aline Salvi, Master Coach.

A especialista compartilha a relação de sequência de hábitos que utiliza em seus processos de coaching e Mentoria para o desenvolvimento do “Ser Independente” que habita em cada um de nós. O “Ser Independente” ao qual me refiro hoje não é sobre independência financeira apenas, é muito mais amplo e abrangente , sobre independência emocional, é sobre “Se bastar”.

imagem_release_14150671- Pratique o autoconhecimento. Faça auto-análise diária. E Aceite-se. 

Você não pode construir um caráter forte e independente se não conseguir conviver consigo. Aceite seu corpo, sua personalidade, suas opiniões, suas escolhas, suas preferências e sua história de vida.  Não diga coisas contra você mesmo.

Todos podem ser fortes o bastante. Todos têm uma habilidade marcante, que prova suas forças. Deixe pra trás seus erros e traga consigo apenas as lições e aprendizados que eles te deixaram. Esforce-se para ser melhor todos os dias, siga em busca constante por sua melhor versão e mais importantemente: Ame-se. Essa é uma parte importante para ser independente, pois aceitar quem você é o impedirá de agir como outra pessoa.

2- Acredite em si mesmo. 

Se você não acreditar em si mesmo, quem acreditará? Todos somos diferentes e temos uma história e um propósito de vida únicos! Se você acreditar em si mesmo, ótimo, a sua crença alimentará a crença do próximo que convive com você, que acreditará também. Acreditando em si, você confiará em suas decisões – mesmo se elas forem completamente contra as expectativas de alguém – ou até da sociedade. Se você não tiver fé em si, sempre desconfiará de si mesmo e recorrerá aos outros para obter ajuda na hora de tomar decisões. Afaste-se disso. Não entregue à ninguém o mérito das suas decisões e ações.

3- Aceite o mundo. 

Pessoas independentes não são vis, nem acreditam que toda a raça humana é cruel. Pessoas independentes são aquelas que enxergam o mundo, com seus tons bons e ruins, e conscientemente escolhem fortalecer a si mesmas e aos outros. Você não é independente por não confiar em ninguém. Você não é independente por estimar mais a si que aos outros. É justamente o contrário. Aceitar o mundo e todas as suas complicações também lhe ajudará a ver que há inúmeros jeitos de viver – ninguém está forçando você a se conformar a um deles.

imagem_release_14150684- Seja emocionalmente independente.

É provável que você dependa de muitas pessoas para obter apoio emocional. Essas pessoas podem ser seus pais, um namorado(a), esposa, marido, filhos ou bons amigos. Ainda que seja possível continuar a depender dessas pessoas pelo resto de sua vida, é mais interessante compreender que nem todos esses sujeitos permanecerão ao seu lado eternamente. Alguns irão embora, outros irão parar de falar com você e todos eventualmente morrerão. A única pessoa que sempre estará ao seu lado é você mesmo.

Ao depender de si na hora de obter apoio, você nunca ficará decepcionado. É aceitável ficar emocionalmente ligado a algumas pessoas de sua vida, mas você não pode permitir que elas determinem seus sonhos e o seu nível de felicidade. Isso é com você.

5- Motive-se. 

Outras pessoas não têm e jamais terão o mesmo interesse no seu sucesso. A automotivação e o sucesso são questões de hábito. Você precisa se desligar do péssimo hábito da procrastinação e trocá-lo por um de bom planejamento. As pessoas de sucesso no mundo nem sempre são as mais brilhantes ou as mais belas. Porém, independentemente de quais outros talentos ou dons, elas ancoram a autoestima em uma série de vitórias em tarefas grandes e pequenas. Mas pra garantir a realização e afastar a frustração, você precisa se planejar.

Se quiser alcançar um objetivo em sua carreira, o mesmo deve ser feito para que você agrade a si mesmo, e não para que sua família fique feliz. Se quiser ter notas incríveis, o mesmo se aplica. Não se motive a perder peso, publicar livros ou construir casas para impressionar os outros. Faça pelo seu desejo de ter sucesso.

6- Seja seu próprio herói (heroína). 

Há inúmeras fontes de inspiração pelo mundo; verdadeiros modelos a seguir. Não é ruim encontrar alguém para admirar, cujos valores sejam parecidos com os seus. Ou para modelar, em determinada fase profissional. Porém, no final das contas, é importante pensar em si mesmo como seu próprio modelo, como a pessoa capaz de fazer e dizer o que quiser. Busque ser você mesmo e seja seu melhor “eu”, sua melhor versão.

Sinta orgulho de sua trajetória de vida, sinta orgulho da pessoa que você se tornou e de tudo o que já conquistou, superou e viveu até hoje. Com certeza você tem muitos motivos à se orgulhar!  Venceu inúmeros desafios na sua vida, dores, perdas e obstáculos que o tornam um verdadeiro herói ou heroína da sua própria história com dores e conquistas reais.

7- Aceite que a vida nem sempre é justa.

Nossos pais ou tutores se importaram tanto conosco que fizeram de tudo para nos criar em um ambiente justo. O mundo real não funciona com esse princípio, e esse é um grande problema da atualidade.

Então prepare-se pois possivelmente você será tratado mal por vários motivos injustos: sua cor, sua aparência, inteligência, sua altura, seu peso, seu poder financeiro, suas opiniões, seu gênero, orientação sexual, identidade de gênero, situação neuropsíquica, idade e qualquer outra característica.  Não permita que a injustiça do mundo impeça você de fazer o que quiser. Quer ser um enfermeiro? Uma mulher do serviço militar? A primeira pessoa de sua família a entrar na faculdade? Aja com convicção de que conseguirá o que quiser, apesar das dificuldades.

8- Pare de ligar pra opinião dos outros. 

Essa é a parte mais importante da independência. Pois o que importa de verdade é o que Você pensa sobre você, pois o que os outros pensam, são apenas a visão deles e não a sua verdade. Se você depender dos outros para descobrir qual música é legal, ou quais roupas são apropriadas, será impossível ser feliz!

Desde que você goste da coisa, nada mais importa! Pare de se preocupar com a opinião dos outros sobre sua vida, independentemente do que eles pensarem sobre suas roupas, sua carreira ou sobre quem você escolheu para ser sua cara-metade. Essas decisões são suas e de mais ninguém. Pessoas Independentes não justificam as suas escolhas, apenas as fazem!

Se você sempre tiver o maldito pensamento “Mas e o que as outras pessoas vão pensar se…” na sua cabeça, será impossível avançar e realizar os próprios desejos.

9- Apenas não “pense” que você é o melhor: prove-o a si!

Sua opinião é mais importante que a própria auto-motivação. Você sabe quando está colocando as próprias forças naquilo que quer. É mais fácil começar a lidar com suas responsabilidades sabendo, com incrível fé em si, que é possível lidar com o que vier do que tentar alcançar objetivos quando se está confortável demais. O conforto conquista pouca coisa (toda zona de conforto é tentadora), mas o esforço exagerado também não ajuda. Então tenha equilibro e persistência para seguir em frente sem deixar nenhum de seus valores de lado.

10- Consiga suas próprias informações. 

Leia e assista às notícias e procure informações das mais variadas fontes. Siga-as frequentemente e sempre tenha como objetivo observar ambos os lados de todas as histórias antes de formar uma opinião. Você pode conversar com pessoas de várias etnias para obter mais informações sobre um assunto relevante, também, mas jamais permita que os outros lhe digam o que pensar. Tome, como objetivo, ler o máximo possível, seja literatura clássica, de carreira, atualidades ou revistas.

Faça da leitura um hábito diário em sua rotina, quando se é bem informado, a consciência trabalha de maneira independente, sem maiores filiações partidárias ou extremistas. Dessa forma você não será influenciado por informações “fake” das redes sociais nem contaminado pelo sensacionalismo exarcebado de diferentes grupos sociais e ativistas em geral.

imagem_release_1416913

Acompanhe o trabalho de Aline Salvi Coach:

Instagram: @alinesalvicoach
Facebook: Aline Salvi Coach 
Youtube: Aline Salvi Coach

Presidente do Hopi Hari, José David comemora um ano da reabertura e fala sobre o futuro do parque

No dia 05 de agosto de 2018, o parque temático Hopi Hari, localizado em Vinhedo, no interior de São Paulo, comemorou um ano da sua reinauguração.

Em agosto do ano passado, o Hopi Hari foi reaberto com uma nova administração e com a seguinte missão: trazer o “País Mais Divertido do Mundo” de volta e resgatar a magia que já encantou mais de 25 milhões de pessoas.

Para aqueles que não sabem, o Hopi Hari é considerado um “País fora do mapa”, com capital, governo, presidente, bandeira, hino, passaporte, consulado e até uma língua própria, o hopês. Por lá, vivem os “Habitaris” (colaboradores) que possuem um único objetivo: proporcionar magia, diversão e encantamento a todos.

A nova administração, que tem a frente a presidência do José David Xavier, preparou um plano para oferecer a melhor experiência para o visitante no Hopi Hari e, por isso, entrevistamos o presidente para entender a mudança realizada no Hopi Hari durante esse primeiro ano.

Segundo o presidente José David: “O Hopi Hari é um monumento de São Paulo e do Brasil. É uma honra poder resgatar o País Mais Divertido do Mundo, um dos maiores parques temáticos da América Latina e, principalmente, poder oferecer condições de trabalho para mais de 460 habitaris, nossos colaboradores, e suas famílias”.

Atrações em funcionamento

Nos últimos anos de operação, o Hopi Hari possuía poucas atrações em funcionamento, causando longas filas e tirando o principal atrativo do parque. Hoje, já são 95% das atrações em funcionamento com opções que agradam desde os pequenos até os mais corajosos.Perguntamos para o José David qual foi o maior desafio na retomada das atrações?

Segundo ele: “Antes da reabertura, o parque possuía um quadro muito grande de atrações inoperantes. Faltavam peças, muitas delas que necessitavam de importação, para que as atrações pudessem voltar a funcionar. A manutenção nunca foi deixada de lado, sempre realizando a vistoria necessária, mesmo com a atração fechada. Não foi um processo fácil, mas hoje nós conseguimos atingir 95% das atrações eletromecânicas operando. Retomamos o Rio Bravo, Evolution, Eléktron, Vulaviking, Tirolesa, Giranda Mundi e ainda retomamos a temática original do Ghosti Hotel e trouxemos de volta oBravo Bull. Além disso, conseguimos retomar os segundo trem da Montezum, que não operava com os dois trens há muitos anos. Isso otimiza a experiência e os visitantes ficam menos tempo nas filas”.

Para concluir o quadro de 100% das atrações, ainda restam o Ekatomb, Hadikali e La Tour Eiffel. Segundo o José David, a equipe está trabalhando para que todas voltem o mais rápido possível, mas as duas últimas é possível que voltem até o final do ano.

Alimentação

Focando em continuar oferecendo a melhor experiência, o parque melhorou suas opções de alimentação e também trouxe novas opções para os visitantes, incluindo opções veganas, massas, lanches, patros a lá carte, pastéis, espetinhos, sorvetes, milk-shake, pipoca, doces e muitos outros.

Questionamos qual a necessidade de ter uma variedade tão grande de alimentações em um parque temático e segundo o José David: “Hoje o público demanda uma variedade muito grande de opções. Recebemos diversos perfis de consumidores, alguns mais exigentes que preferem uma opção mais premium, jovens que gostam de comer lanches e também começamos a ter muita demanda de opções mais naturais e vegetarianas. Visto isso, no começo desse ano, inauguramos o Hopi Vegani, o primeiro restaurante com sanduíches especiais e salgados 100% veganos. É uma delícia e tem feito muito sucesso.”

Ele ainda completou falando das outras opções que encontramos no parque e novidades que estão por vir: “No Saloon oferecemos algo mais para as famílias e para quem quer uma refeição completa: temos bife ancho da Wessel, maravilhoso, ou filé de frango servido com batatas rusticas, arroz ou creme de milho. Muito bem servido! Além do Saloon, teremos em breve o Euro Restaurandi, em Kaminda Mundi, com um cardápio gourmet com burguers, pizzas e sobremesas deliciosas”.

Espetáculos

Além das atrações, o Hopi Hari também resgatou antigos shows que faziam muito sucesso. Um deles é “O Forasteiro”, um espetáculo de can-can e música ao vivo que voltou ao Saloon de Wild West e também o engraçadíssimo “Há-Habitaris”em Kaminda Mundi.

Perguntamos qual a importância desses espetáculos para o parque e segundo o presidente: “Os espetáculos são tão importante quanto as atrações. Eles fazem parte do lúdico de um parque temático e acrescentam a programação para quem procura um momento de relaxar e de entretenimento. O show “O Forasteiro” voltou com sua formação completa que não era vista há alguns anos e no Há-Hábitaris você pode se tornar um “astro de Hollywood” e se atuar bem, ganha um passaporte para voltar o parque. Para nós e muito importante essa parte de conteúdo vivo que os visitantes podem interagir.”

Novos Eventos

Desde a reinauguração, o Hopi Hari vem apostando em grandes eventos e também tem recebido apresentações de muitos artistas. Questionamos o José David qual seria a proposta do parque nesse posicionamento?

Segundo ele: “Temos uma estratégia de eventos voltada para trazer cada vez mais visitantes de todas as idades para que eles possam imergir em uma experiência única em um ambiente lúdico que um parque temático pode proporcionar. Por isso, estamos investindo em grandes temáticas e cenários que possam impressionar nossos visitantes e também trazendo artistas de volta ao parque, que atraem diferentes públicos. Já tivemos grandes shows de música eletrônica como Dubdogz, Future Class. Apostamos no funk trazendo o MC Guimê e, nesse domingo (26), teremos o Kevinho. No Hopi Pride trouxemos Lia Clark e Rouge e durante as férias fomos palco de shows de sertanejo do Rodrigo Marim e Matheus Vargas, filho do Leonardo”.

Durante esse um ano, o parque realizou tambémdiversos eventos como “Hopi Celebration Party”, “Hopi Pride”, “Natal Mágiko”, “Férias com os Looney Tunes”, “Hopi Night Elements”, “Férias Spetakulares” e, agora está apresentando a maior e melhor edição da Hora do Horror.

No Hopi Celebration Party, o parque comemorou seus 18 anos com uma grande festa e um espetáculo de encher os olhos. Já no Hopi Pride, tivemos um dia para celebrar a diversidade com um super show da Lia Clark na primeira edição e do Rouge, na segunda.

No Natal Mágiko, a magia natalina invadiu o Hopi Hari, que montou a segunda maior árvore de Natal do Brasil, com mais de 74 metros de altura. Nas Férias com os Looney Tunes, o Pernalonga e Sua Turma tiveram um espetáculo especial só deles, além do já tradicional apresentado no Klapi Klapi.

Em maio, o Hopi Night chegou ao Hopi Hari com um tema inédito: “Elements”. A festa, que não acontecia há dois anos, fez a sua melhor edição: uma experiência imersiva sobre os quatro elementos: fogo, água, ar e terra. O espetáculo, que era voltado ao público escolar, tinha uma mensagem educativa.

Ainda no mês de maio, o parque também recebeu a Kaballah Festival, um festival de música eletrônica com mais de 20 mil pessoas, 5 palcos e mais de 50 atrações.

Já durante as férias de julho, o parque apresentou as Férias Spetakulares, que aconteceu no velho-oeste do Hopi Hari. Para o evento, toda a região de Wild West foi revitalizada ganhando novas atrações como Ghosti Hotel, um hotel mal-assombrado e o Bravo Bull, um touro mecânico muito divertido. Além disso, também trouxe um novo show, o “Wild West Spetakular”, contando a história de um antigo garimpeiro que está de volta na cidade. O evento foi um sucesso entre as famílias.

E para os três meses de agosto, setembro e outubro, o Hopi Hari está preparou a décima sétima edição do maior evento de horror da América Latina. Para este ano, o parque traz um tema nunca antes trabalhado “Sacrificium” e promete a maior e melhor edição da Hora do Horror com um número recorde de atrações especiais, o maior palco e mais de 120 criaturas espalhadas por duas regiões.

No momento em que o Brasil precisa de boas notícias, o parque reencontrou a forma de encantar seus visitantes e está voltando a ser a uma das principais opções de lazer e entretenimento para os brasileiros.

Durante esse um ano após a reabertura, o Hopi Hari recebeu mais de 300 mil visitantes. Para finalizar, perguntamos qual é a expectativa para o futuro?

Segundo o presidente José David: “Pretendemos dobrar o número de 300 mil até o final desse ano e, para isso, vamoscontinuar investindo em novos eventos, trazendo parcerias, melhorando cada vez mais sua experiência e encantando cada vez mais pessoas” Ainda segundo ele: “Tudo isso só foi possível com o trabalho de todos os habitaris juntos e determinados a fazer do Hopi Hari o “País Mais Divertido do Mundo” novamente. Para o futuro, a expectativa é seguir nessa missão. Danki di tum tum a todos!”.

Em hopês, “Danki ti tum tum” significa “Obrigado de coração”.

Infraestrutura

Localizado a 15 minutos de Campinas e a meia hora de São Paulo, o novo Hopi Hari, que foi revitalizado e está com uma nova administração, dispõe de completa infraestrutura. Possui cinco regiões temáticas (Kaminda Mundi, Infantasia – Looney Tunes, Aribabiba – Liga da Justiça, Wild West e Mistieri) distribuídas em 760 mil m². Conta ainda com um dos teatros mais modernos de São Paulo com espetáculos incríveis, grandes montanhas-russas, simuladores e lojas. O parque oferece mais de 40 atrações para todas as idades, mais de 18 pontos de alimentos e bebidas (incluindo opções veganas), bebedores, enfermaria, sanitários, fraldários, área para amamentação e estacionamento.

Serviços para a Hora do Horror 2018 – Sacrificium

Onde: Hopi Hari – Rodovia dos Bandeirantes, km 72 / Vinhedo – SP

Quando: De 10 de agosto a 28 de outubro, das 11h às 21h.

Preços: A partir de R$ 129,90 válidos para todo o evento. Verifique os combos para mais pessoas no site. Crianças até 12 anos pagam R$ 59,90.

Onde comprar passaporte: Pelo site www.hopihari.com.br, Central de Vendas (11) 4210-4000 ou na bilheteria do parque.

Estudantes: Alunos com com carteirinha de estudante pagam R$ 79,90 somente aos sábados.

Aniversariantes: Aniversariante acompanhado de um pagante do valor integral do passaporti é nosso convidado. A promoção é válida somente uma semana antes ou depois da data do aniversário.

Gratuidade: Crianças com até 1 metro de altura e adultos a partir de 65 anos.

Estacionamento: R$ 40,00 (carros e vans) e R$ 25,00 (motos).

Kaique Theodoro faz show de abertura na seletiva do concurso DragStar

imagem_release_1400263No dia 15 de agosto aconteceu a seletiva do concurso DragStar, um evento para Drags Queens de todos os estilos e tempo de carreira. Inspirado no formato dos reality shows The Voice, XFactor e American Idol, o DragStar é um show de talentos que busca encontrar a Drag mais completa para receber o título de “Drag da Cidade: Rainha do Rival”, além de premiações em produtos e em dinheiro.

O evento contou com os shows de abertura de Athena Sparks, Kaique Theodoro e MarVin Soares. Além das apresentações individuas os três cantaram a música “Joga Bunda”, de Aretusa Lovi (Com participação de Pabllo Vittar e Gloria Groove) em clima descontraído que cativou o público. Segundo Kaique o evento foi lindo, bem divulgado e produzido. “Foi uma honra e felicidade ter me apresentado no Rival, um palco histórico onde vários ídolos meus e outros artistas já estiveram. O espaço tem muito da história LGBTI+. O evento em si foi maravilhoso, de verdade”.

A seletiva foi apresentada por Miami Pink que comanda o DragStar acompanhada do time de jurados formado por Chloe Van Damme, Karina Karão, Ravena Creole e Samara Rios, que serão as madrinhas das candidatas selecionadas.

Athena Sparks, Kaique Theodoro e MarVin Soares Creditos: Betina Polaroid
Athena Sparks, Kaique Theodoro e MarVin Soares
Creditos: Betina Polaroid

Para Kaique Theodoro, o evento é muito importante para fomentar o calendário LGBTI+ no Rio de Janeiro. “A cena Drag tem uma importância artística e política muito séria, porque ela brinca com essa questão dos gêneros e é muito rica artisticamente, sem contar que o nosso pop atual vem sendo comandado por Drag Queens como o Pablo Vittar, a Gloria Groove, a Aretus, etc. O Pop nacional está praticamente sendo salvo por essas pessoas, então ter eventos que movimentam essa cena na cidade é sensacional. É tudo muito bem feito e está crescendo, as pessoas estão contratando as Drags para shows em casamentos, festas e outros eventos. Por mais que eu não seja Drag eu simpatizo muito com o movimento que também me ajuda como artista. Eu aprendo muito e aos poucos vou encontrando espaço para chegar no meu público, o Gay”.

A final do concurso acontecerá dia 19 de dezembro.

Sobre Kaique Theodoro

Kaique de Oliveira Theodoro é músico, ator e modelo nas horas vagas. Com 24 anos, ele já carrega grandes experiências. Transexual, ele não se intimida e é o primeiro homem transexual a se apresentar musicalmente pelas noites cariocas. Participa também de coletivos e de movimentos a favor da comunidade transexual, reafirmando seu espaço na sociedade.

Conheça o último trabalho do cantor:
“Dom” https://www.youtube.com/watch?v=FMm7Rzl9GgA

Instagram: @kaique.theodoro

FIDIFEST inicia inscrições para edição regional do festival

O FIDIFEST – Festival Internacional de Dança – evento tradicional que acontece anualmente em Santos, litoral paulista, esta nos preparativos da edição regional em Lençóis Paulista, no interior de São Paulo. A cidade será palco da segunda edição do evento, que começou em 2017 na cidade de Curitiba/PR.

Reunindo em um único evento Mostra Competitiva de Balé Clássico Livre, Jazz, Danças Populares, entre outros, o FIDIFEST visa fomentar a arte de dança nas mais variadas vertentes, oferecendo oportunidades de intercâmbio cultural e a vivência em dança para o aperfeiçoamento e crescimento artístico dos envolvidos.

Em sua última edição, realizada entre 29 de maio e 03 de junho no Teatro Municipal Brás Cubas, em Santos, o festival teve participação de 76 escolas/grupos com um total de 1605 bailarinos. Entre as regiões participantes estava Balneário Camburiú/SC, Barra Velha/SC, Cornélio Procópio/PR, Pinhais/PR além de 19 cidades paulistas. O público recebido girou em torno de 4000 mil pessoas. O júri foi composto por Cecilia Kerche, Edy Wilson, J.C. Viola, Marcio Rongetti e Misha Tchoupakov (Internacional).

O festival é dirigido por André Santos (formado pela Broadway Dance Center e proprietário do Centro de Dança Backstage. Também é professor titular de Jazz de Musical no Curso Técnico de Teatro Musical do SESI São Paulo), Juliana Luiz (Diretora e Produtora Executiva do FIDIFEST e vice-presidente da ADALPA – Associação e Dança do Litoral Paulista) e Vanessa Toledo (Funcionária pública da Secretaria Municipal de Cultura de Cubatão e Diretora Artística da CIA de Dança de Cubatão – eleita o Melhor Grupo de Danca do Festival de Joinville de 2018).

As mostras competitivas já estão com as inscrições abertas até 21 de setembro. Não há pré-seleção para participar do FIDIFEST Regional e escolas, projetos de dança e academias podem se inscrever nos seguintes estilos: Balé Clássico Livre, Jazz, Contemporâneo, Sapateado Americano, Sapateado Irlandês, Estilo Livre, Danças Populares (Nacionais e Internacionais), Dança de Salão e Danças Urbanas. As formas de competição são Solo, Duo e Conjunto nas categorias: infantil (06 a 08 anos e 11 meses), infanto juvenil (09 a 11 anos e 11 meses), juvenil 1 (12 a 14 anos e 11 meses), juvenil 2 (15 a 17 anos e 11 meses), adulto (a partir de 18 anos) e 3ª idade (acima de 51 anos). O regulamento, taxas e fichas de inscrição estão no site: http://www.fidifest.com.br/regional.

O FIDIFEST Regional 2018 terá o júri composto por Liliane de Grammont (diretora e coreografa da Tentáculo Dança), Lucas Theodoro (coreógrafo, bailarino e campeão da última edição do Dancing Brasil da TV Record) e Zeca Rodrigues (Coreógrafo da Cia. de Dança de Cubatão e quatro vezes campeão do maior festival de dança do mundo, o Festival de Dança de Joinville ) e acontecerá nos dias 20 e 21 de outubro no Teatro Municipal Lorenzetti, em Lençóis Paulista, e é organizado pela ADALPA – Associação de Dança do Litoral Paulista.

Serviço:
FIDIFEST Regional 2018
Teatro Municipal Lorenzetti
Rua Cel. Alvaro Martins, 790 – Lençóis Paulista, SP 18682-180
20 e 21 de outubro de 2018 a partir das 16h0imagem_release_1391173

imagem_release_1391172 imagem_release_1391171 imagem_release_1391170 imagem_release_1391160 imagem_release_1391155

Gabriel Farias lança nacionalmente “Pais” uma homenagem especial e emocionante

O cantor Gabriel Farias lançou nacionalmente esta semana sua nova música de trabalho “Pais”. Diferente de tudo que o cantor já gravou em sua trajetória musical, esta canção tem uma participação muito especial na vida do cantor. De sua composição, Gabriel foi motivado pelos amigos de faculdade da PUC (RS) onde se formou Bacharel em Direito ano passado, quando pediram para o cantor escrever uma homenagem para os pais e que eles pudessem apresentar no dia da formatura.

Após o pedido da turma, Gabriel apresentou a canção aos amigos e de forma unânime a emoção tomou conta de todos de sua turma. Ensaios escondidos, melodia aplicada a letra tudo certo para a grande apresentação. E uma onda de emoção invadiu o espaço da formatura e mais de 3000 mil pessoas presentes no evento foram as lágrimas. Os filhos abraçados aos pais, cantando junto com Gabriel e sua turma.

Depois do evento vários amigos mandaram mensagens para o cantor pedindo que ele gravasse a canção de forma profissional, então Gabriel mostrou a música para alguns amigos do meio artístico, produtores e parceiros e todos aprovaram a escolha da música. E foi com esta corrente que Gabriel não só gravou a canção, como deu a ela um clipe exclusivo que será lançado junto com a música.

Segundo o cantor, esta é uma das músicas mais lindas e especiais que já gravou. “Quando compus a canção, eu quis retratar na letra da música, o que os nossos pais nos falam diariamente. Muito mais que uma homenagem, eu falo na canção sobre o amor do filho pelos pais e o reconhecimento por tudo que eles investem em nossas vidas“. concluiu Gabriel.

A canção traz o toque leve do piano e a emoção em todas as estrofes. E a letra da música traz tudo aquilo que sempre ouvimos de nossos pais mas que por diversos momentos distorcem ou se quer prestam atenção na hora. De coisas simples como “leva um casaco que vai esfriar” até o momento mais doloroso da vida, onde tudo o que o filho quer é ter o ombro do pai ou da mãe para chorar e desabafar.

E mais do que contar uma história linda, o ponto mais importante da trama é mostrar que muitas vezes, por vergonha de expor os seus sentimentos, simples palavras deixam de ser expressadas como “Mãe eu amo você”, Pai amo você“.

Gabriel finalizou as gravações do clipe esta semana, em Porto Alegre (RS). A produção musical foi assinada por Rafael André, a direção de fotografia assinada por Juliano Dutra, produção de vídeo Rodrigo Gandolfi, produção de elenco de Bruno Krieger e a direção geral de Edson Gandolfi. E pela primeira vez no Sul do país, o clipe de um artista nacional será exibido em todas as salas de cinema da ‘Rede Arcoplex’ na íntegra durante 30 dias seguidos. Além das plataformas digitais e o canal oficial do artista, Gabriel estará também nas telonas levando toda a emoção de sua nova música.

Sobre Gabriel Farias: 

Uma vida atrelada à música. Assim resume-se Gabriel Farias. Com apenas 22 anos, o cantor que começou sua carreira aos 16 anos, arrecada cada vez mais fãs, arranca elogios da crítica especializada e possui números expressivos nas redes sociais e rádios. No Youtube, o artista possui mais de 7,5 milhões de visualizações. Mas todo começo tem suas dificuldades, assim como grandes nomes da música no Brasil.

A relação de Gabriel Farias com a música começou aos 14 anos de idade, compondo suas primeiras canções e tendo como influências, nomes como Renato Teixeira, Sérgio Reis, Victor & Leo, César Menoti & Fabiano, Skank, Jota Quest, Dire Straits, Santana e U2, dá pra concordar que nomes de grande peso para um jovem, mas a “alma” musical de Gabriel sempre falou mais alto. Anos mais tarde um divisor de águas veio para a vida do cantor, em 2015, regravou “Dói Né”. O hit bateu os recordes de visualização do artista tornando-o conhecido nacionalmente e em 2016, veio a primeira indicação ao Prêmio Multishow em 3 categorias: “Melhor Música”, “Experimente” e “Música Chiclete”.

Paraíso”, lançado em agosto de 2017, enaltece o amor e os grandes momentos de um relacionamento. Para Gabriel, é uma das canções mais lindas que já gravou e retrata muito o seu amadurecimento vocal. Em parceria com MC Juninho, trabalharam o sucesso “Batalha do Bumbum“, um “funknejo” que já bateu a marca de 595 mil acessos e que mostrou ao Brasil como as misturas de estilos podem conversar num mesmo rumo. “O sertanejo é a minha praia, meu estilo, o que amo cantar, mas porque não criar os próprios desafios e supera-los. Foi aí que resolvi gravar com MC Juninho e o resultado foi uma música dançante” afirma Gabriel.

No mesmo ano, Gabriel participou do Festeja Itajaí, um dos maiores festivais da música sertaneja do Brasil, cantando ao lado de grandes nomes, como Maiara e Maraísa; Henrique e Juliano; Zé Neto e Cristiano; Breno e Caio César, mais um dos inúmeros sonhos realizados. E depois deste, o cantor participou de outros grandes shows como por exemplo, o VillaMix Private Florianópolis em abril deste ano, ao lado de nomes como Matheus e Kauan, Jorge e Mateus, Alok entre outros. No mês seguinte, lotou a Expocande Candelária, no (RS) levando a milhares de pessoas o show empolgante que vem realizando pelo Brasil.

Recentemente, o artista lançou “É com ela que eu vou ficar”, um bolero sertanejo, romântico que traz a história de um amor daqueles que arrebatam o coração e que não conseguimos explicar, apenas sentir. A música, ganhou clipe e já tem mais de 581 mil views. 

Entre os artistas mais reproduzidos na região Sul do país, Gabriel Farias coleciona a marca de mais de 7.555.000 de visualizações no YouTube, o que dá força e mostra a carreira crescente do cantor pelo Brasil. Sua página oficial no Facebook, já ultrapassou 141 mil curtidas e mais de 23 mil seguidores no Instagram.

Conheça agora o novo clipe de Gabriel Farias: Pais – https://youtu.be/uj5H18_fTXw

Acompanhe as redes oficiais do cantor: 

Facebook: Gabriel Farias
Instagram:@gabrielfarias
www.gabrielfarias.com.br

Blogueira Patyziul comenta sobre sua visita na 25ª Edição da Bienal Internacional do Livro de São Paulo

25ª Bienal Internacional do Livro de São Paulo começou nesta sexta-feira (3), trazendo grandes best-sellers e também autores brasileiros que arrastam multidões. Com o tema, “Venha fazer esse download de conhecimento”, a feira acontece no Pavilhão de Exposições do Anhembi, de terça a sexta-feira, das 9h às 22h, e aos sábados e domingos, das 10h às 22h, com ingressos entre R$20 (durante a semana) e R$25 (aos finais de semana).

Quem acompanha meu instagram (@patyziul) sabe o quanto sou alucinada por leitura, então todos os anos vou a Bienal do Livro. Tento ir sempre nos primeiros dias, assim consigo autógrafo dos autores que mais admiro.

Hoje acordei cedo e super animada, cheguei a bilheteria ainda estava fechada, esperei 30 minutos para comprar meu ticket. Quem acompanhou pelos stories no instagram viu a energia das pessoas aguardando a entrada.

Dica: antes de sair de casa, faça uma lista com seus livros para comprar. São muitos, e muitos livros, e no meio de tantas opções e fácil voltar sem o que você queria. Então foco, e faça sua listinha.

 

Autógrafo:
Quem quiser autógrafo e trocar ideias com seus ídolos literários, a Arena Cultural BIC apresenta sessões de autógrafos com vários convidados. Quem quiser pode escolher a sessão e retirar senha pelo site do evento. Para o Espaços de Autógrafos Suzano, que reunirá apenas escritores brasileiros, as senhas serão distribuídas diariamente.

Cozinhando com Palavras:
você encontra debates e aula-show dedicados à reflexão sobre a relação da gastronomia.Lá você pode encontrar o chef colombiano Juan Manuel Barriento, do estrelado El Cielo, Morena Leite, Gabriela Kapim, Zeca Carmago, Breno Lerner, Janaina Rueda, Olivier Anquier, Rodrigo Oliveira e outros.

Destaques da Bienal do Livro de SP 2018:

1. Best-sellers internacionais

  • David Levithan, americano que assina “Todo dia”, obra cuja adaptação para o cinema acaba de estrear no cinema, e autor de obras de temática LGBTQ;
  • Marissa Meyer, americana que escreveu a série “As crônicas lunares”, com versões futuristas de Cinderela, Chapeuzinho Vermelho, Rapunzel e Branca de Neve;
  • Beth Reekles, autora de “A barraca do beijo”, que inspirou o filme de mesmo nome e faz bastante sucesso entre os jovens;
  • A.J. Finn, autor de “A mulher na janela, que vai ser adaptado para o cinema com Amy Adams na pele da protagonista;
  • Charlie Donlea, escritor americano autor de “A garota do lago” e “Deixada para trás”;

2. Autores brasileiros

  • Mauricio de Sousa, criador da “Turma da Mônica”;
  • Ziraldo, “pai” do Menino Maluquinho e de muitos outros personagens;
  • O escritor e cronista Antonio Prata;
  • O best-seller de livros policiais Raphael Montes;
  • Julián Fuks, um dos mais premiados jovens escritores do país, autor de “A resistência”;
  • Luiz Ruffato.

 

Para quem curte aquela selfie interessante, vá preparado. A Bienal esta repleta de lugares divertidos e inusitados para suas fotos.

Outra coisa super interessante, foi a quantidade de crianças espalhada pelo pavilhão com seus pais. Confesso que fiquei feliz, o habito da leitura fica fácil quando se começa cedo. E embora escute algumas pessoas dizendo que o Brasil não tem jeito, hoje tive a oportunidade de enxergar isso de outra forma. Os pequenos são o futuro.

Na minha lista de compras: 

  • “Socorro meu vídeo bombou na internet”
  • “Menina desliga o celular”
  • “Massagem da sorte”

Os preços não são lá tão atraentes, mas há estandes de liquidações, com títulos a partir de 5 reais. Livros para todos os gostos.

Tive a oportunidade de ver o Ziraldo, autor do Menino Maluquinho, e Fernanda Nia autora do livro “Mensageira da Sorte”, livro este que comprei e ganhei autógrafo.

Com relação estrutura não tenho o que reclamar, a praça de alimentações esta cheia de opções.

Na minha opinião esse ano não foi a melhor edição da bienal, achei que ficou um pouco a desejar. Senti falta do galeria recorde, Saraiva, Itaú que na edição passada tinha, porém para quem está indo a primeira vez vai achar incrível.

Vou tentar voltar no meio da semana, quando é mais tranquilo. E para você que, assim como eu é amante da leitura, corre lá no instagram @patyziul essa semana tem sorteio de mais um livro.

25ª Bienal Internacional do Livro de São Paulo
Quando: de 3 a 12 de agosto
Onde: Pavilhão Anhembi (Pavilhão de Exposições do Anhembi, Av. Olavo Fontoura, 1.209, Santana)
Ingressos: R$ 20 (com meia-entrada) de segunda a quinta-feira; e R$ 25 (com meia-entrada) de sexta-feira a domingo.
Site oficial: www.bienaldolivrosp.com.br

 

Xoxo, 

Patyziul.

http://www.patyziul.com.br