Rio Fashion Kids: evento foi um sucesso e reuniu atores e modelos na passarela

Um dia de muito glamour, tendências e muita moda na passarela… Assim aconteceu o Rio Fashion Kids neste domingo (15) na Barra da Tijuca. O evento reuniu atores e modelos na passarela e marcas conceituadas.

Anna Giulia Nava, Duda Bortolami, João Moncorvo, Maria Moncorvo, Bibi França, Bela França, Lorenzo Papa, Lorenna Fialho, Julianny Barbosa, Sofia Flórido, Isabella Salgueiro, Isabella Vilela, Bárbara Guedes, Manuella Consorte, Luísa Machado, Clarissa Martins, Bella Rezezinski, Bruna Perdigão, Giovanna Liberal, Heitor Lyra e Thaís Oliveira desfilaram pelas marcas Parizi Jeans, Pampili,  Puket, Banana Danger e Gabriela Aquarela.

Foram apresentadas as apostas do verão 2020 em fashion shows individuais com o tema ” Uma viagem no Fundo do Mar“, elaborado para explorar as riquezas do fundo do mar o tem uma narrativa fascinante e sempre desperta a empatia de crianças e adultos proporcionando um mundo mágico e colorido.

Foto: Divulgação

“Segurança Pública” por Luca Moreira

A segurança nas ruas infelizmente, como a saúde e a educação no Brasil, ainda é um dilema que com a sua falta causa bastante incerteza à população. Apenas em alguns exemplos de situações que foram reportadas pela mídia no mês de agosto, já é possível medir o nível de risco em que os cidadãos se encontram ao saírem de casa.

Seguindo o rastro dos acontecimentos que marcaram ultimamente, como o sequestro do ônibus da Galo Branco na Ponte Rio-Niterói no dia 20, a perseguição pela Avenida Roberto Silveira no dia 22 e um tiroteio dentro do Itaboraí Plaza Shopping no dia 26, reportado pelo site “Plantão Enfoco”, não deixam a população em dúvidas: os crimes e violência ocorrem com uma frequência impressionante. Os hábitos tentados pelas pessoas são vários para se sentirem um pouco mais seguros,  assim como o jornalista Felipe Fernandes, de 27 anos, que tem o costume de carregar sua mochila na frente do corpo observando ao seu redor, coincidindo com o estudante Hugo Diniz Brandão, que com 18 anos já tem uma regra fixa ao sair de casa: “manter os meus pertences em mãos e os mais importantes perto de um local difícil de serem pegos”.

Para os que já dirigem, o medo dentro dos carros e no trânsito continuam os mesmos, com os motoristas prevendo sempre pela proteção, como faz a arquiteta Daniela Formentini, de 45 anos, que afirma que anda sempre com os vidros fechados durante todo o trajeto, e olhando para os lados por causa da insegurança.

As histórias de “pesadelos” vividos que circulam entre as pessoas também acabam amedrontando, o que na opinião da estudante Karen Schramm, de 31 anos, são o que não faltam em seus círculos de amizade: “Felizmente até hoje, não aconteceu nada comigo! Mas se fosse compartilhar todas as histórias de amigos e parentes aqui, passaria dias contando”.

Ainda de acordo com Karen, o melhor hábito que podemos adotar é o de evitar levar objetos para a rua: “Não usar celular na rua, não usar coisas caras tipo joias, evitar certos lugares onde sabe-se que a criminalidade é maior, evitar ficar na rua até tarde, não andar sozinha e de preferência evitar ônibus”.

Pesquisa:

Em uma pesquisa feita pelo jornalista Luca Moreira com dezenove entrevistados, verificamos que a preocupação com a violência atinge 94,7% pessoas.

A respeito da colaboração dos agentes de segurança, houve uma divisão entre os entrevistados, enquanto 50% pessoas falam quem as forças públicas auxiliam em alguns casos, outras 33,3% disseram que sim, os agentes auxiliam na segurança e 16,7% falaram que não, como é o caso de Hugo, que diz que isso  causa medo: “O despreparo da polícia em muitos momentos de tensão e um índice de bandidos na região altíssimo.”

A falta de policiamento nas ruas é um caso que ainda assola o cotidiano de algumas pessoas, como o estudante Lucas Renato, de 21 anos: “Já fui assaltado 4 vezes, sendo duas delas muito próximo de casa. Falta policiamento em bairros que não ficam próximo do centro, na rua do lado da minha casa sempre tem assalto, câmeras flagram sempre e faz anos que não vejo um carro de polícia passando por ela”.

O que mais preocupam os entrevistados são os assaltos. Os objetos tecnológicos têm sido um dos grandes alvos dos assaltantes, conforme uma matéria publicada em junho desse ano pelo G1 de Ribeirão Preto, que revelou ser os celulares os objetos mais roubados atualmente, como aconteceu com uma das entrevistadas que decidiu não se identificar: “Fui assaltada após 14 dias de comprar um celular de 4 mil reais. Não compro mais celular caro”, ou seja, as pessoas não estão podendo mais ter os seus desejos, sentindo-se seguras.

Sobre Luca Moreira:

Luca Rocha Moreira nasceu em Niterói – RJ, no dia 14 de maio de 1998. Descendente de família mineira por parte de mãe, é filho da funcionária pública Lucia Maria Rocha da Silva e do designer gráfico Luiz Carlos Falcão Moreira. Estudou a infância toda em rede particular de ensino e durante o ensino médio, cursou integração com técnico em engenharia naval pela Escola Técnica Estadual Henrique Lage, unidade componente da Fundação de Apoio à Escola Técnica do Estado do Rio de Janeiro, onde participou de diversos protestos relacionados ao grêmio estudantil.

Enquanto estava cursando a escola, iniciou um curso de interpretação teatral na Oficina Social de Teatro, onde teve seu primeiro contato com as artes cênicas, onde recebeu aulas do ator e professor Alécio Abdon, porém se retirou do curso por motivos de dificuldade em interpretar seus personagens. Ainda no segundo grau, montou uma página no Facebook, onde começou a falar de múltiplos assuntos, entre eles esportes, nutrição e cultura. Em março de 2016 foi descoberto pela produtora teatral Grazi Luz, dona da Fazart Produções Artísticas, quando recebeu seu primeiro convite para ser aprendiz de comunicação da companhia, ainda que com 17 anos.

Seu interesse pelo jornalismo teve início alguns meses após sair da produtora, quando começou a publicar artigos no “Almanaque Mídia” na época comandado por Esdras Ribeiro. Algumas semanas depois do fechamento do portal, foi abordado pelo jornalista brasiliano Daniel Neblina, que o convocou para integrar o time de colunistas do “RegistroPop”, onde despontou como entrevistador-chefe do veículo, foi aí que iniciou sua carreira como jornalista. Fundado em dezembro de 2017 e lançado em janeiro de 2018, após o ano novo, o site Luca Moreira, estilizado apenas como “LM”, foi o ponto alto onde tudo passou a se desenrolar e o primeiro projeto original e criado por conta própria. No início, ele foi pensado apenas para ser um formato de sites de entrevistas somente, seguindo o conceito do blog CJ Martim em São Paulo, mais para manter o público crescendo, o projeto teve de se expandir e buscar parcerias. Hoje em dia, o site também tem função pessoal em poder aplicar as técnicas que fui desenvolvendo na faculdade.

Em março de 2018, ingressou na Universidade Estácio de Sá no curso de publicidade e propaganda, trocando posteriormente por jornalismo, onde passou a redigir para o Núcleo de Comunicação da unidade, integrando uma equipe de 9 estudantes na redação da versão impressa do jornal “Estaciente”, sendo orientado pelos mestres Gutenberg Barbosa, Aline Novaes e Marco Aurélio Reis.

Foto: Pixabay

Temporada Gourmet chega em novo formato ao Casa & Gourmet Shopping

Foto de capa: Bruno de Lima

Pioneiro na realização de um evento voltado para o universo gastronômico, o Casa & Gourmet Shopping apresenta essa edição do evento em um formato diferente das anteriores. De 16 a 22 de setembro, o Shopping promove uma semana cheia de sabores e delícias para os clientes conhecerem e degustarem receitas escolhidos a dedo pelos restaurantes através de workshops gratuitos. Além de uma seleção de menus a preços especiais nos principais restaurantes da casa, válido durante todo mês de setembro no período do jantar, e que prometem surpreender.

Afim de oferecer uma experiência exclusiva e diferenciada, os workshops acontecem dentro das lojas e restaurantes, com nomes importantes da gastronomia carioca convidados pela chef Manu Zappa do Prosa na cozinha, como Ignácio Peixoto, chef revelação Veja Rio 2019 e Bianca Barbosa, do Aconchego carioca.

A dinâmica dos workshops será fixa, durante a semana de 16 a 22 de setembro, às 19 horas e com inscrições gratuitas limitadas através da plataforma sympla (https://www.sympla.com.br/temporada-gourmet-workshops__625910).

Programação dos workshops:

  • Segunda– feira (16/09)

Brotto: Brottou sabor com chef Paulo Araujo (Chef d’equipe no international catering cup 2019, Lyon-França) elaborando o suculento ovo orgânico com pirão de aipim e mini brotos na versão vegetariana e brasileira.

  • Terça-feira (17/09)

 Fiammetta apresenta: Água na boca – Camarão com Brie

  • Quarta-feira (18/09)

Tok&Stok junto com Prosa na cozinha apresenta: Colab Dinner com Ignácio Peixoto, chef revelação Veja Rio 2019 e Bianca Barbosa, Chef do aconchego carioca. cozinhando juntos um delicioso arroz cremoso de cogumelos com farofa de migas acompanhado do surpreendente Tartare de Carne de Sol

  • Quinta-feira (19/09)

Charles Lucky: Sabores Venezianos com o chef Alessandro Cucco – Tagliatelle Mari e Monte

  • Sexta-feira (20/09)

Camicado apresenta: O jantar está na mesa (workshop de mesa posta)

  • Sábado (21/09)

 Camicado junto com Cozinha&Decor apresenta: Cozinha sem mistério com Chef Ícaro Vital.

  • Domingo (22/09)

Especial kids – São José gastronomia apresenta: Oficina de Hambúrguer

Menu especial:

  • Mamma Jamma: Crostata à escolha do cliente. (Opções: Alecrim/ Alho, Orégano e Parmesão/ Parmesão/ Pesto de Manjericão Gratinada com Manjericão), acompanhado pela Pizza Margherita Originale e para fechar o brigadeiro de colher. (apenas jantar: R$ 69,90.).
  • Cozinha Artagão: Delicioso Croquete de mortadela – (2 unidades) acompanhado do suculento arroz de polvo e Lula e do recheado Naked cake. (apenas jantar – R$85,00)
  • Fiammetta: Crocante Corniccione com pesto de manjericão, acompanhado do suculento Paillard com Fettuccine. (Apenas Jantar – R$69,90)
  • Brotto: De Entrada a tradicional salada da casa ou caldo do dia, acompanhado do Filé de Tilápia grelhado com musseline de Baroa, aspargos e palmito assado ao azeite de ervas e para fechar com chave de ouro, Creme brûlée com banana caramelada. (apenas jantar – R$69,90)
  • Charles Lucky: Tradicional Antepasto veneziano acompanhado com spaghetti Mari e Monti e por fim o Creme brulê (Preço: R$69,90)
  • B de Burguer: Suculento B, de Bacana acompanhado da tradicional Batata com maionese de wasabi com bebida e para finalizar o inconfundível B,atizado no doce de leite (apenas jantar – R$69,90).

*Valores promocionais válido durante o mês de setembro e apenas para o jantar.

*Não inclui o valor da taxa de serviço

Sobre o Casa & Gourmet Shopping:

O Casa & Gourmet Shopping é o único shopping dedicado exclusivamente à gastronomia e decoração da Zona Sul do Rio de Janeiro, promovendo eventos, mostras e workshops onde os clientes podem se aprofundar em tendências de gastronomia, decoração e design.

Endereço: 

Rua General Severiano, 97 – Botafogo

Horário de Funcionamento:

Segunda a Sábado: 10h às 22h.

Domingos:

Restaurantes – 12h às 21h.

Lojas – 13h às 21h.

Especialistas dão dicas de como desinchar o abdômen mais rapidamente após o parto

Não é toda mulher que já sai da maternidade com uma milagrosa barriga chapada, a realidade da maioria das mulheres que acabaram de ser mães é um abdômen inchado. Mas antes de correr para a sala de cirurgia plástica, respire e leia as dicas dos especialistas para recuperar a antiga forma sem ter que encarar “medidas drásticas”.

Método Renata França:

Queridinho das famosas e conhecida como “massagem milagrosa” por reduzir o inchaço e medidas já na primeira sessão. Usado por Anitta, Fernanda Souza e Ivete, o método é recomendado pela esteticista Rebeca Lopes, da Clínica Bem Bonita (RJ), no pós gestação. Com toques mais firmes e mais precisos, as manobras de deslizamento utilizadas são mais profundas, sem causar nenhum tipo de hiperemia.

“É necessário a liberação do médico pois o mesmo acompanhou a parte e conhece patologias e fisiologias da paciente, portanto é o profissional indicado para liberar a mamãe a começar os estímulos. Os benefícios são: Eliminação de toxinas, diminuição do inchaço, oxigenação do tecido, auxílio no processo de cicatrização e regeneração tecidual pós-parto. Além da melhora no sistema imune”, explica Rebeca.

Drenagem linfática:

Favorita das mamães a drenagem linfática é a recomendação da esteticista Natalia Nascimento, da clínica que leva seu nome (RJ). Os movimentos suaves e lentos estimulam a circulação reduzindo a retenção de líquidos.

 “Como a drenagem é uma técnica que ajuda na eliminação das toxinas e excesso de líquidos através da urina, o inchaço diminui. O médico precisa liberar a mamãe para que o procedimento seja feito. Na maioria das vezes, os obstetras liberam logo após o parto. Vale ressaltar que a drenagem não emagrece. Ela apenas ajuda na redução de medidas decorrentes do acúmulo de líquidos”, orienta Natalia.

LPF – Low Pressure Fitness:

A fisioterapeuta Gabriela Brinques, GB& Fich , indica o LPF – Low Pressure Fitness, também conhecido como barriga negativa. O programa indicado é composto por 12 sessões que podem variar de 40 minutos a 1 hora, realizado 1 a 2 vezes por semana. E ainda 5 minutos diários que são realizados em casa, com a prescrição do profissional habilitado.

“É um sistema de treino baseado na técnica hipopressiva que combina reeducação respiratória, através de pautas posturais, alongamento miofascial e neurodinâmica, e tem como objetivo normalizar e estabilizar os níveis de pressão interna do abdômen, sem excessos de pressões. E nessa fase pós-parto as pressões internas do abdômen estão desestabilizadas”, aconselha a especialista.

Entre seus benefícios podemos citar: recupera o abdômen pós-parto e auxilia na recuperação da diástase abdominal, que é a separação do músculo reto abdominal para estender a barriga e acomodar melhor o bebê. Além disso, melhora a postura, tonifica a musculatura de toda a parede abdominal, inclusive do assoalho pélvico, com isso reduz sintomas de incontinência urinária. Promove melhora postural e respiratória, previne lesões articulares e musculares e ainda confere uma proteção lombo-pélvica, evitando dores e desconfortos nessa fase adaptativa da mulher.

“É importante que a mamãe procure uma profissional que seja habilitada no método, e faça uma avaliação para saber as condições musculares e conhecer o método. No geral, para quem fez parto, parto vaginal (sem laceração), já pode iniciar após uma semana, mas para quem fez parto vaginal com laceração e cesariana recomenda iniciar as sessões de LPF em 45 dias”, orienta Gabriela.

Pilates

A fisioterapeuta Hilana Picoli indica o pilates para a recuperação do abdômen pós gestação. Entre seus benefícios a especialista cita: fortalece o corpo numa forma geral, evita a depressão pós-parto, melhora a postura e recupera a forma física.  

“No pós-parto é muito importante trabalhar o core, fortalecer com contração isometria do músculo transverso do abdômen e mobilização pélvica com contração do músculo rero do abdômen são ótimos no pós-parto não esquecer de trabalhar o assoalho pélvico também”, orienta.

Se o parto tiver sido normal deve se esperar 30 dias e em casos de cesárea 45 dias para voltar as atividades físicas, sempre com a liberação do médico.

Foto: Divulgação

Os sonhos podem ser realizados de maneira simples

Somos movidos a sonhos, mas muitas vezes não conseguimos alcança-los, por medo, falta de tempo e dinheiro, falta de incentivo e diversos outros quesitos. Para ajudar a conquistar osdesejos de cada pessoa, a master coach e reprogramadora mental Ivana Cabral dá oito dicas para manter o foco e correr atrás de tudo que almeja.

1: Autoconhecimento – Antes de mudar o externo temos que mudar o interno.

2: Autorresponsabilidade – Entender que tudo que acontece em nossas vidas é de responsabilidade nossa, não dos outros.

3: Aceitar as pessoas como elas são – O primeiro passo para parar de se decepcionar e entender o que acontece em seus relacionamentos.

4: Acabar com as crenças limitantes através do conhecimento – O que eu escutei da minha familia a vida inteira, será que realmente é assim?

5: Aprenda a se relacionar com sua família para ter êxito na vida – A base de tudo está na relação familiar.

6: Você precisa entender como sua mente funciona, você se autossabota – Sua mente trabalha à seu favor ou contra você?

7: O grande segredo é saber como juntar tudo isso em um passo a passo, na ordem correta para direcionar seus pensamentos e atrair o que sonha – Essa é a verdadeira chave da prosperidade.

8: Agradeça – A gratidão libera o fluxo de receber. Se não sou grato pelo que tenho não terei nada mais além daquilo que já possuo.

Ivana também dá aulas e possui um aplicativo para quem quer se aprofundar no assunto, encontre-a nas redes @ivanacabral_oficial

Foto: Divulgação

Melasma: Saiba o que é e como tratar

São 150 mil casos de melasma registrados no Brasil todos os anos. As manchas escuras que não representam risco para a saúde e não são contagiosas aparecem no rosto, em regiões como testa, bochecha, queixo e nariz. Apesar de menos comum, as manchas também podem aparecer em outras áreas expostas ao sol, como colo e braços.

A doença atinge em sua maioria mulheres no período fértil e é associada a fatores genéticos, exposição ao sol e hormônios femininos, mas homens podem apresentar seja pelo uso de algumas medicações, pele morena, quem tem maior exposição solar ou vive em grandes altitudes.

“Não há uma causa definida, mas muitas vezes esta condição está relacionada ao uso de anticoncepcionais femininos, gravidez e, principalmente, à exposição solar. O fator desencadeante é a exposição à luz ultravioleta e, até mesmo, à luz visível. Além disso, a predisposição genética também influencia no surgimento desta condição,” explica a micropigmentadora estética Danielle Furtado.

De acordo com a esteticista Natália Nascimento, o melasma não tem cura e requer o uso de protetor solar de forma contínua mesmo em dias nublados. Para a condição que afeta a autoestima há tratamentos disponíveis no mercado , “Começamos com o tratamento de dentro pra fora através de nutracêuticos específicos para o melasma e depois com microagulhamento, peeling, bbglow e outros,” explica Natália.

A alimentação tem um fator muito importante para a redução do quadro de melasma. Os antioxidantes dietéticos têm como finalidade suprimir os intermediários reativos gerados em mecanismos do estresse fotoxidativo, atuando especificamente como absorventes dos raios UV e/ou modulando vias de sinalização ativadas pela radiação.

A nutricionista e funcional chef, Luma Monteiro explica que o através de uma conduta nutricional que contribua, de forma complementar, para a prevenção e melhora dessa dermatose, como, por exemplo:

· as frutas (acerola, caju, goiaba vermelha, melancia, morango, mamão, melão, pêssego, damasco, ameixa, uva, maçã, romã);

· vegetais (brócolis, couve, couve-flor, tomate, abóbora, cenoura, pimentão, agrião, batata-doce, alface, espinafre, cebola, vagem), oleaginosas (nozes, castanha do Brasil);

· bebidas (chá verde, suco de tomate, suco de uva integral, suco de romã);

· óleos vegetais (girassol, milho, canola, amêndoa, linhaça, chia, azeite),

· gérmen de trigo, cacau, grãos de cereais e seus óleos, carnes, ovos, peixes, produtos lácteos, frutos do mar, entre outros.

“É importante acrescentar que açúcar, frituras, embutidos, no geral são os alimentos ultra processados fazem mal para o melasma, pois causam processo inflamatório,” explica Luma. 

Foto: Divulgação

Leve a natureza para a sua sala e cozinha

A busca por ambientes que tenham o aspecto da natureza está em alta no mundo da decoração. Pensando nisso, a arquiteta Lívia Quintella através da mistura do estilo rústico com a natureza insere o toque de aconchego e leveza para a sala e cozinha permitindo muito mais personalidade no espaço.

“A pegada rústica trouxe através da mesa e buffet com a madeira de demolição e o revestimento em tijolinho. Já a ligação com a natureza vem com a implementação do tom verde mais fechado e com a brincadeira de pintar a porta de azul para ressaltar a tonalidade da madeira. O perfil desse projeto é para clientes que goste de natureza”, explica a profissional.

Para intensificar o clima de aconchego, o projeto visou sobretudo levar elementos pessoais do cliente através do letreiro em neon escrito “wanderlust” que tem um significado muito especial para a dona do apartamento.

No projeto de Lívia Quintella a iluminação tem grandes funcionalidades: trazer foco para a estante de espelho com metalon através da iluminação direta e levar um rasgo de iluminação para a sala através da forma indireta. 

Foto: Raiana Medina 

O suicídio é culpa da humanidade

Por Luca Moreira.

Sem dúvidas, uma das maiores doenças e sofrimentos da sociedade em seu período atual é  a depressão,  que leva muitos ao suicídios,  e tem sido classificada como a segunda maior causa de morte no mundo inteiro e a quarta no Brasil. Muito se é levantado sobre  o que leva uma pessoa a querer tirar a própria vida. Porém, já pararam para pensar que ao mesmo tempo que nos questionamos diante dos fatos apresentados, a negligência humana pode ser um dos maiores equívocos para o aumento desses casos com nossos jovens? Que a sua atitude e reação podem ser os responsáveis por salvar alguém que esteja entre a linha limite entre a vida e o abismo?

De acordo com uma publicação feita pelo Estado de São Paulo em setembro de 2018, a cada 45 minutos, um brasileiro comete um atentado contra sua própria vida, já no mundo, a situação é ainda mais alarmante, com um suicídio a cada 40 segundos. Mas o que será que está causando isso?

O ato do suicídio é considerado por suas vítimas como um experimento de alívio, pois ao acreditarem que são culpadas por todos os seus problemas em relação ao mundo, possuem a visão de que encontrarão na morte uma saída para suas frustrações. Nos minutos que antecedem esse ato, o pensamento dos portadores desse sentimento, passam por uma queda de autoestima, acreditando que não são bem-vindas ao mundo e que por isso são consideradas “desentendidas”.

Caso você encontre alguma pessoa passando por problemas que agravem um quadro de depressão ou comportamentos suicidas, é recomendado auxilia-lo com cautela, direcionando-o para uma ajuda psicológica. O CVV (Centro de Valorização da Vida), também disponibiliza o número 188 para quem precisar de um aconselhamento ou apenas de alguém para conversar.

As mídias para o bem e para o mal:

A série de ficção “13 Reasons Why”, produzida orginalmente pela Netflix, retrata um processo importante de ser entendido em relação ao suicídio: essa decisão não é imediata, e sim, ela vem de um grande acúmulo de situações e experiências que perseguem a vida dessa vítima.

Sena da segunda temporada de “13 Reasons Why” (Reprodução/Netflix)

Ainda esse ano, na Malásia, uma caso foi compartilhado entre os internautas, em que uma menina de 16 anos, realizou uma enquete em seu Instagram, onde perguntou aos seus seguidores se ela deveria se matar ou permanecer viva, e cerca de 69% das respostas, foi optando a levá-la ao suicídio, que aconteceu pouco depois da postagem.

 Para que possamos acabar com essa epidemia, e mais importante, preservar a vida humana, é necessário que cada pessoa se solidarialize e esteja disposta a ouvir aquele que está próximo, pois grande parte dessas vítimas não foram acudidas no momento em que estavam pondo a própria vida em risco.

Muitas vezes, por estarem cercados de uma tecnologia que tem uma presença excessivamente ativa, as mídias digitais acabam por possuir bastante influência na vida dessas pessoas, seja de forma conscientemente ou inconscientemente, e assim fazendo uma apologia a deepweb. A comunidade virtual tem o seu lado atraente e o seu lado obscuro.

Um caso muito conhecido em janeiro de 2013, foi o fenômeno “Baleia Azul”, que surgiu em uma rede social da Rússia, onde jovens eram orientados a se atormentarem psicológica e fisicamente, onde o seu destino final seria a morte forçada. Esse caso foi responsável por aproximadamente 100 casos de suicídio pelo mundo inteiro. No Brasil, o fenômeno teria deixado vítimas nas regiões de Mato Grosso, Minas Gerais, Bahia, entre outras regiões. Por um outro lado, no começo deste ano, o Instagram e o Facebook, liberou uma função onde a busca por assuntos relacionados ao suicídio, agora estão sendo protegidos pelo Instagram. Sempre que forem pesquisados, uma “ajuda” é oferecida às pessoas que possam supostamente estar passando por esses problemas. O aplicativo oferece ajuda como recursos de conversar com um amigo, contatar a central de valorização da vida e até mesmo dá dicas de como fazer para aproveitar a sua vida ao máximo.

Sobre Luca Moreira:

Luca Rocha Moreira nasceu em Niterói – RJ, no dia 14 de maio de 1998. Descendente de família mineira por parte de mãe, é filho da funcionária pública Lucia Maria Rocha da Silva e do designer gráfico Luiz Carlos Falcão Moreira. Estudou a infância toda em rede particular de ensino e durante o ensino médio, cursou integração com técnico em engenharia naval pela Escola Técnica Estadual Henrique Lage, unidade componente da Fundação de Apoio à Escola Técnica do Estado do Rio de Janeiro, onde participou de diversos protestos relacionados ao grêmio estudantil.

Enquanto estava cursando a escola, iniciou um curso de interpretação teatral na Oficina Social de Teatro, onde teve seu primeiro contato com as artes cênicas, onde recebeu aulas do ator e professor Alécio Abdon, porém se retirou do curso por motivos de dificuldade em interpretar seus personagens. Ainda no segundo grau, montou uma página no Facebook, onde começou a falar de múltiplos assuntos, entre eles esportes, nutrição e cultura. Em março de 2016 foi descoberto pela produtora teatral Grazi Luz, dona da Fazart Produções Artísticas, quando recebeu seu primeiro convite para ser aprendiz de comunicação da companhia, ainda que com 17 anos.

Seu interesse pelo jornalismo teve início alguns meses após sair da produtora, quando começou a publicar artigos no “Almanaque Mídia” na época comandado por Esdras Ribeiro. Algumas semanas depois do fechamento do portal, foi abordado pelo jornalista brasiliano Daniel Neblina, que o convocou para integrar o time de colunistas do “RegistroPop”, onde despontou como entrevistador-chefe do veículo, foi aí que iniciou sua carreira como jornalista. Fundado em dezembro de 2017 e lançado em janeiro de 2018, após o ano novo, o site Luca Moreira, estilizado apenas como “LM”, foi o ponto alto onde tudo passou a se desenrolar e o primeiro projeto original e criado por conta própria. No início, ele foi pensado apenas para ser um formato de sites de entrevistas somente, seguindo o conceito do blog CJ Martim em São Paulo, mais para manter o público crescendo, o projeto teve de se expandir e buscar parcerias. Hoje em dia, o site também tem função pessoal em poder aplicar as técnicas que fui desenvolvendo na faculdade.

O poder da sua aparência

Imagem é fundamental, seja para conquistas pessoais ou profissionais, o que você expressa através da sua aparência faz diferença. Diante disso, a contratação de uma consultoria de imagem é fundamental. Muito mais do que ter conhecimentos em moda, o especialista ajudará a construir um estilo que represente dentro da sua personalidade suas principais e melhores características. 

O mercado é vasto e os ganhos podem variar de R$ 200, a hora de um personal shoper, por exemplo, a R$ 1.500, a consultoria em uma empresa. Sophia Marins, consultora de imagem da “Power Couple” Taty Zatto e líder do City Circle Rio de Janeiro, que representa a Associação Internacional de Consultoras de Imagem (AICI), acredita que uma imagem vale sim, mais do que mil palavras. 

Você é formada em publicidade, correto?! Como você começou a sua carreira de consultora de imagem? 
Sou formada em Comunicação Social e Imagem é Comunicação. Bacharel em Publicidade, onde já aprendia o que as cores transmitiam inconscientemente para a marca como o vermelho e amarelo do MC Donald’s por exemplo. Como é uma profissão nova, hoje vejo que sempre estudei “Imagem” sem saber. 

Para você qual a importância da consultoria de imagem? 
Imagem é tudo. Quando você sai de casa, já comunica a todos muitas coisas sobre você sem falar absolutamente nada, chamamos de comunicação não verbal e depois disso tudo é analisado assim como a comunicação verbal, comportamento, ética, civilidade, respeito, tudo isso é inconscientemente subtraído pela mente e montando uma reputação sobre você. 

Como surgiu a oportunidade de entrar para a AICI?!
Como no Brasil não temos a graduação de Consultoria de Imagem, a Associação Internacional de Consultores de Imagem nos ajuda a aprender cada vez mais, fazer networking no mercado e elevar o conhecimento e a credibilidade de cada Consultor de Imagem. Ali você encontra profissionais como você no mundo todo. 

Você passou pelo processo para conseguir a certificação reconhecida mundialmente. Como foi?
Não foi fácil, mas foi muito gratificante. O dia em que vi que passei em todos os requisitos pulei em casa de felicidade. É muita dedicação, estudo, disciplina e muito trabalho. Mas ser parabenizada por pessoas que criaram a Consultoria de Imagem do mundo todo, em sua super humildade e ser reconhecida por elas, realmente é a hora que você pensa: uau, valeu a pena. 

O que você faz dentro da AICI?! Quais são suas responsabilidades?
Sou líder do City Circle Rio de Janeiro com mais duas consultoras: Karina Nunes e Priscilla Bello. O City Circle representa a AICI no Rio de Janeiro. Montamos a programação na cidade para Consultores de Imagem membro AICi e para não membros também. O objetivo sempre é elevar o conhecimento do consultor de imagem, além da união e networking para quem sabe um dia conseguirmos uma formação de verdade no Brasil. 

Você vai escrever um livro, correto?! Me conta sobre esse trabalho?! Como surgiu a ideia? Será sobre qual tema? 
Eu fiz um artigo científico sobre como a Imagem influência no mercado de trabalho, desde a entrevista de emprego, até se manter ou não dele. Comprovei no artigo que quase 90% das demissões no Brasil é devido ao comportamento inadequado, ou seja, Imagem. Esse comportamento pode ser na empresa, fora da empresa ou até mesmo na internet. Comprovei também que é “Legal”, ou seja, é permitido por lei essa demissão, pois os 13 itens de demissão por justa causa entram no universo da Imagem Pessoal. Acredito que no futuro a solução para isso, seria uma matéria no último período de todos os cursos de graduação sobre “Gestão de Imagem Profissional”, só assim os profissionais sairão preparados. Fui chamada para escrever sobre isso dentro de um livro de RH que o lançamento está previsto para final de 2019. 

Algo mais sobre a sua carreira que você queira nos contar?
Todo lugar que passo tento plantar uma sementinha para conscientizar a importância da nossa profissão. Muitas pessoas acham que é Moda e muitas adolescentes saem do segundo grau querendo ser consultoras de Imagem e escolhem fazer Moda. Na verdade, a Moda é um pontinho estratégico dentro do universo da Imagem Pessoal. Estou com alguns projetos de implantar a graduação no Brasil. Essa profissão nova (pois quantas profissões temos o prazer de ter as pessoas que criaram vivas ainda?). Apesar de nova, não para de crescer e o Brasil necessita muito dessa nova profissão. Muitas vezes em uma entrevista de emprego, uma pessoa é escolhida devido a ter o comportamento mais acessível do que aquelas que transmitem mentes fechadas, é muito mais fácil fazer cursos e treinamentos técnicos a alguém que não tem conhecimento técnico do que mudar o comportamento difícil de um profissional. Assim como em uma entrevista de emprego, se não estiver adequada na comunicação do seu vestuário, o entrevistador pode automaticamente bloquear tudo que você vai falar, mesmo com muito conteúdo. Se conseguirmos implementar nos últimos períodos de todos os cursos de graduação “Gestão de Imagem Profissional”, já vejo muitas melhorias para o mercado de trabalho no Brasil.

Foto: Taiza Guimarães

Pink Lash oferece descontos a clientes que participarem de Campanha do Agasalho

O inverno chegou com força neste mês de julho no Brasil. Depois de registrar a madrugada mais fria do ano entre sábado (6) e domingo (7), com média de 6,5ºC, e alguns bairros com temperaturas abaixo de zero, ocasionando a cinco mortes na Grande São Paulo.

Pink Lash / MF Press Global


Em vista disto, em uma ação solidária, a Pink Lash criou uma campanha para todo esse mês de julho, que historicamente costuma ser o mais frio do ano, para ajudar pessoas que se encontram em situação de rua, incentivando seus clientes a doarem roupas e cobertores em bom estado em troca de descontos nos procedimentos estéticos.

Pink Lash / MF Press Global

A CEO da Pink Lash, Samara Martins fala sobre a iniciativa: “queremos de alguma forma ajudar essas pessoas que se encontram em um momento difícil de suas vidas e precisam de agasalhos e cobertores para enfrentar as baixas temperaturas da estação, não apenas em São Paulo, mas em todos os estados e cidades em que temos presença. Basta doar um agasalho ou cobertor em qualquer uma das unidades da Pink Lash e ter descontos de até 30% nos nossos serviços”. 

Pink Lash / MF Press Global


Celebridades como Gracyanne Barbosa, dona das lojas de Ipanema e Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro, Fernanda Lacerda, a Mendigata, dona da loja de São Bernardo/SP e Monick Camargo, ex participante do reality A Fazenda, Monick Camargo, franqueada de Goiânia são embaixadoras da Pink Lash e participam com suas lojas franqueadas desta campanha.

Pink Lash / MF Press Global