Lipe lança single “17 Graus” nas plataformas

Após conquistar o público jovem com sucessos como “Idas e Vindas” “Sou Teu Fã”, “A Beça” e “Meu Chão”, o cantor niteroiense Lipe, de 21 anos, começou o ano com um novo projeto lançando oficialmente a música “17 Graus”.

O projeto que começou há um tempo atrás acumulou cerca de 29 mil acessos em apenas 2 dias no YouTube e sua prévia publicada a uma semana atrás ganhou mais 11 mil visualizações. Sendo uma composição original do cantor, a produção musical contou com Leandro Barros que junto fez os arranjos com o produtor Meucci e com participação do WC no Beat como músico.

O videoclipe em si contou com uma produção de peso e cenários de tirar o folego. Rodado inteiramente em Casimiro de Abreu, uma grande equipe dirigida por Renato Benites e capturado por Edvaldo Neto e Lucas Magno (Drone), arrancou elogios de fãs na plataforma. Confira a produção!

Ficha Técnica: Música: 17 GRAUS Intérprete : Lipe Composição: Lipe Produção Musical: Leandro Barros Arranjo: Leandro Barros/Meucci Músicos : Meucci/Leandro Barros/Wc no beat Mixagem e Masterização: Luciano Scalercio Direção: Renato Benites Assistente de direção: Lucas Magno Roteiro: Renato Benites História: Lipe/Caio Rocha/Ramon Calvo/Theo Rodrigues/Renato Benites Atriz: Nayhani Barbosa (@nay_barb) Direção de Fotografia: Edvaldu Neto Operador de Drone: Lucas Magno Operador de Câmera: Edvaldu Neto Edição: Renato Benites VFX/SFX: Mechanima Color granding: Rafael Focay Assistente de cenografia: Anne Ferrari Make: Ana Bia Sales Figurino Atriz: Victoria Abuaf Figurino Lipe: Theo Rodrigues/Caio Rocha Assistente de produção: Isac Pereira Agradecimento: Obrigado especial ao Fabinho da Academia Gold e ao Dr. Ronaldo.

Rapper Pevirguladez agita a Lapa

Casa com a Música recebe o show “Manual Prático de Malandragem”

O Sarau ComVida desta terça, dia 21 de janeiro, recebe o rapper Pevirguladez, a partir das 19h, na Casa Com a Música, na Lapa.

Com vários anos de atuação na cena carioca, Pevirguladez apresenta seu “Hip-Hop Malandro”, uma mistura de rap, samba, malandragem, literatura e outras sonoridades brasileiras para cantar os dilemas dos subúrbios, seus personagens, alegrias e vivências. O show “Manual Prático de Malandragem” apresenta as canções de seus dois primeiros discos, “Eles Não Moram no Morro, Filho do Carnaval” e “Quero Juntar a Minha literatura com a tua”, sempre unindo a poesia do rap à cadência do samba. 

Promovido pela Casa Com a Música em parceria com o Sindicato Nacional dos Compositores Musicais sempre às terças-feiras, o Sarau ComVida tem o propósito de abrir espaço para a diversidade e riqueza das manifestações artísticas. Uma atração diferente a cada terça-feira, apresentando novos talentos e nomes consagrados no universo das artes. E o microfone é aberto para quem quiser mostrar o seu talento ao longo da noite. A entrada é uma colaboração consciente.

A Casa com a Música fica na rua Joaquim Silva, 67, na Lapa.

Serviço:  
Data: 21 de janeiro, terça-feira 
Início do Show: 19h 
Entrada: colaboração consciente

Local: Casa com a Música

Endereço:  Rua Joaquim Silva, 67, Lapa (RJ)

Telefone: 3593-5306 / 98029-7191

Mais informações: https://www.facebook.com/events/casa-com-a-m%C3%BAsica/sarau-comvida-pevirguladez/823670368063928/   

Lapa de todas as vozes

Festival de Rap, gastronomia inclusiva, show para celebrar o centenário de Clarice Lispector e Jazz: confira o que vai agitar o bairro mais boêmio do Rio de Janeiro

Criado pela cantora Rosângela Si, o Palco Lapa 145 abre as portas com o intuito de ser uma casa dos artistas e seus movimentos no bairro mais boêmio do Rio de Janeiro, a Lapa. Com uma programação eclética, o casarão do final do século XIX está totalmente antenado com o nosso tempo, abraçando a diversidade e as manifestações artísticas em estado puro com festivais, shows, exposições, saraus, gastronomia, rodas de samba, rap e hip-hop e oficinas de cinema, dança e iniciação musical. “Somos a casa da diversidade e da cultura, sempre aberta a todos que queiram mostrar o seu talento e, é claro, para quem está ávido a curtir e descobrir a cena carioca das artes muito além do mainstream”, ressalta a fundadora.  

Confira a programação da casa:

Quinta-feira, dia 9 de janeiro, às 21h – Renata Braz e Trio

A cantora Renata Braz e o trio de músicos formado por Leandro Rocha, Alexandre Alves e Ju Werneck apresentam releituras de clássicos e repertório autoral com muito samba, pop, forró, Axé e Bossa Nova. Renata Braz tem mais de 20 anos de carreira, com diversos festivais de música no currículo e atualmente participa do espetáculo “Bitucanto”, que homenageia a vida e obra de Milton Nascimento. O evento começa às 21h e a entrada é R$ 12.

Sexta-feira, dia 10 de janeiro, às 18h – Cozinha Nem

Lançamento da linha de produtos veganos feita por moradores da Casa Nem, espaço na Lapa que é símbolo de luta e de resistência acolhendo e conscientizando transexuais, travestis e transgêneros, que participaram do projeto Cozinha & Voz, com apoio da Organização Internacional do Trabalho. Entre as delícias disponíveis para a degustação, pizzas e hambúrgueres. O evento começa às 18h e a entrada é franca.

Sexta-feira, dia 10 de janeiro, às 22h – 18º Festival Lapa é Rap

Idealizado pelo músico e agitador cultural Kobá Xilon, o evento reúne o melhor da nova cena do Rap com encontros imperdíveis e novidades sempre na segunda sexta de cada mês. A sua 18ª edição, a primeira de 2020, vai contar com batalha de MC’s, intervenções poéticas e apresentações de Emitê OG, Odisseia Rap, 780, Old Dirty Bacon, HG MC, Gruta Records, DJs Karma e Gravina Dope Beats. O evento começa às 22h e a entrada custa R$ 5,00.

Sábado, dia 11 de janeiro, às 20h – Poética Planetária Subtropicalista: Saraushow “100 Anos de Clarice Lispector”

Movimento multicultural criado em 2014 pelo cantor e compositor Alexandre Rota, a banda Poética Planetária Subtropicalista (POPS), em parceria com o Sarau FioMulticultural, promovem uma noite de celebração da obra de Clarice Lispector, que faria cem anos em 2020. Haverá exibição de vídeos sobre Clarice Lispector e o Saraushow multicultural com apresentação musical da banda. Em seguida, começam os jogos poéticos interativos intercalados à música e poesia com construção coletiva de fanzine, criação de música interativa em homenagem à Clarice Lispector e o público poderá levar livros para trocar. O evento começa às 20h e a entrada é franca.

Toda terça-feira, às 18h – Microfone aberto

Microfone Aberto é um sarau moderno que acontece todas as terças, a partir das 18h, onde os artistas podem recitar suas poesias, cantar, apresentar monólogos, ler seus contos, manifestos, em resumo, mostrar a sua arte, sem amarras nem mordaças. A entrada franca.

Toda terça-feira, às 21h – Jam Latin Jazz Session

Jazz com tempero latino. Essa é a proposta da banda DS Grooves, liderada pelo saxofonista, clarinetista, compositor e arranjador uruguaio Daniel Santos. Com mais de 30 anos de carreira e participações em diversos projetos e Big Bands na América Latina, o artista apresentará com seu conjunto músicas autorais, clássicos fusionados com ritmos latinos e canções de expoentes como Paquito D’Rivera e Chucho Valdés. O evento começa às 21h e a entrada é uma contribuição consciente. 

O Palco Lapa fica na Rua da Lapa, 145. Mais informações pelo telefone (21) 98231-0108 ou pelo site www.palcolapa145.com.br

Primeiro Sarau ComVida de 2020 recebe Anna Moura

Evento gratuito da Casa Com a Música, na Lapa, abre espaço para artistas mostrarem seus trabalhos

O primeiro Sarau ComVida de 2020 recebe um jovem talento da cena musical: a cantora, compositora, instrumentista, atriz e poeta Anna Moura. O evento, promovido pela Casa Com a Música em parceria com o Sindicato Nacional dos Compositores Musicais sempre às terças-feiras, a partir das 19h, na Lapa, tem o propósito de abrir espaço para a diversidade e riqueza das manifestações artísticas. Uma atração diferente a cada edição, de novos talentos a nomes consagrados, e o microfone é aberto para quem quiser mostrar sua arte ao longo da noite.

Mulher afroindígena, lésbica, artista de rua e arte-educadora, Anna Moura se dedica há 10 anos a construir sua carreira de forma independente e autoral apresentando-se em festivais, praças públicas, vagões, ônibus, bares e eventos particulares com sua voz rasgada, timbre grave e sorriso escancarado. O seu repertório propõe ao público suas ideias de resistência com canções que carregam influências da MPB, do rap, do rock, do samba e do reggae. Em paralelo ao seu trabalho solo, integra a Banda Delas, conjunto formado por mulheres que nasceu em Brasília, em 2012.

Ao longo de 2019, o Sarau ComVida abriu espaço para mais de 100 artistas mostrarem seus trabalhos, de nomes de peso da música brasileira, como Robertinho Silva, Jane Duboc, Carlos Dafé, Azymuth, Kiko Continentino, Mauro Senise e Reppolho, à nova geração, como Luciane Dom, Beraderos, Chele, Nana Kozak e Soul Guanabara.

A Casa com a Música fica na rua Joaquim Silva, 67, na Lapa. A entrada é uma colaboração consciente.

Serviço:  
Data: 7 de janeiro, terça-feira 
Início do Show: 19h 
Entrada: colaboração consciente

Local: Casa com a Música

Endereço:  Rua Joaquim Silva, 67, Lapa (RJ) Mais informações: https://www.facebook.com/events/571228693606827/

Noite de Carnaval na Lapa

“Samba Tá com Tempo” leva o clima dos blocos ao Palco Lapa 145

A roda de samba com pitadas de charme que agita as ruas do Centro do Rio e os blocos chega à Lapa para promover um carnaval fora de época. O “Samba Tá com Tempo” completa dois anos e inicia temporada no Centro Cultural Palco Lapa 145, sempre na primeira sexta-feira do mês. O fervo começa no dia 3 de janeiro, a partir das 22h.       

O Samba Tá com Tempo faz um passeio pela história do samba cantando clássicos dos seus primórdios até os dias de hoje. Nos intervalos e depois do batuque, o DJ Goranmo comanda as carrapetas e o baile charme toma a pista. A entrada é franca até a meia-noite e após, R$ 5.

Criado pela cantora Rosângela Si, o Palco Lapa 145 abre as portas com o intuito de ser uma casa dos artistas e seus movimentos. Com uma programação eclética, o casarão do final do século XIX está totalmente antenado com o nosso tempo, abraçando a diversidade e as manifestações artísticas em estado puro com festivais, shows, exposições, saraus, gastronomia, rodas de samba, rap e hip-hop e oficinas de dança e iniciação musical.

– Somos a casa da diversidade e da cultura, sempre aberta a todos que queiram mostrar o seu talento e, é claro, para quem está ávido a curtir e descobrir a cena carioca das artes muito além do mainstream – ressalta a fundadora.

A casa fica na Rua da Lapa, 145. Mais informações pelo telefone (21) 98231-0108 ou pelo site www.palcolapa145.com.br

Serviço: 

Samba Tá com Tempo – Dois Anos

Data: 03 de janeiro, sexta-feira

Início do Show: 22h

Entrada:

Entrada franca até a meia-noite

R$ 5,00 após a meia-noite

Local: Palco Lapa 145

Endereço: Rua da Lapa, 145, Centro.

Mais informações: 

www.palcolapa145.com.brwww.facebook.com/events/486555748666972/

Daniel Dú Blues volta aos palcos cariocas

Com 38 anos de carreira, artista fará show com entrada franca na Gamboa e lança novo álbum

O cantor, guitarrista e compositor Daniel Dú Blues está de volta aos palcos do Rio de Janeiro. O reencontro do artista com o público carioca será no sábado, dia 28 de dezembro, a partir das 22h, no Mississippi Delta Blues Bar, na Gamboa, no Centro.

Com 38 anos de carreira, Dú Blues integrou o movimento blues que tomou projeção nacional nos anos de 1980 alçado por Celso Blues Boy. Ao longo da sua trajetória, passou por diversas bandas, como Voodoo, Naja, Veneno do Rock, Bandana, Fora da Lei e Blues Pirata, até partir para voo solo. Após 20 anos longe da Cidade Maravilhosa, entre a Europa e o norte do Brasil, ele volta para lançar o seu próximo álbum, “2020”, em todas as plataformas digitais a partir de janeiro.

A sua apresentação no Mississippi contará com repertório repleto de releituras de clássicos do Blues, do Rock and Roll e da Soul Music, além de obras autorais, formando trio com Yves Aworet no contrabaixo e Bruno Coelho na bateria. A participação especial da noite será do consagrado guitarrista Alexandre Valladão, conhecido pelas parcerias com nomes como Barão Vermelho, Frejat, Celso Blues Boy, Toninho Horta e Blues Etílicos.

O show começa às 22h e a entrada é franca. O Mississippi Delta Blues Bar fica na rua Pedro Ernesto, 89, na Gamboa.

Serviço:

Daniel Dú Blues Trio

Data: 28/12/19 – Sábado

Local: Mississippi Delta Blues Bar – Rua Pedro Ernesto 89 Gamboa RJ

Início: 22h

ENTRADA FRANCA

Palco da diversidade

Palco Lapa 145 recebe shows de jazz, samba, bossa nova e pop alternativo 

Criado pela cantora Rosângela Si, o Palco Lapa 145 abre as portas com o intuito de ser uma casa dos artistas e seus movimentos no bairro mais boêmio do Rio de Janeiro, a Lapa,. Com uma programação eclética, o casarão do final do século XIX está totalmente antenado com o nosso tempo, abraçando a diversidade e as manifestações artísticas em estado puro com festivais, shows, exposições, saraus, gastronomia, rodas de samba, rap e hip-hop e oficinas de dança e iniciação musical. “Somos a casa da diversidade e da cultura, sempre aberta a todos que queiram mostrar o seu talento e, é claro, para quem está ávido a curtir e descobrir a cena carioca das artes muito além do mainstream”, ressalta a fundadora.  

Confira a programação da casa:

Quinta-feira, dia 19 de dezembro, às 21h – Park Experimental

Yumi Park é uma cantora coreana radicada no Brasil desde 1994. O seu trabalho é permeado por nomes do jazz e da bossa nova, como Tom Jobim, Gal Costa, Nara Leão, Elis Regina, Leny Andrade, Marcos Valle, Ella Fitzgerald, Sarah Vaughan, Dee Dee Bridgewater,  Bobby Mcferrin, Esperanza Spalding, Youn Sun Nah, entre outros. Ela estreia o projeto “Park Experimental”, que tem o objetivo de um ensaio aberto produzindo um som experimental com convidados especiais da cena musical carioca. O evento começa às 21h e a entrada é uma contribuição consciente.

Sexta-feira, dia 20 de dezembro, às 20h – Show de Joice Taciana & o pianista Dilson Nascimento

Cantora e compositora, Joice Taciana integra a nova geração da MPB e, em pouco tempo de carreira, já conquistou admiradores ilustres, como Chico Buarque, Carlos Dafé, Jorge Aragão, maestro João Carlos Martins, Teresa Cristina, Monarco, Arlindo Cruz e Moacyr Luz, com o seu estilo único de interpretação, tanto do seu trabalho autoral quanto de clássicos da nossa música. Com o pianista Dilson Nascimento, Joice desfila o seu talento pelo samba, bossa nova, MPB e Jazz. Essa edição homenageia Dilson, que faz aniversário, e contará com diversas participações especiais, como a dos alunos da Escola de Música Villa-Lobos. O evento começa às 20h e a entrada custa R$ 15,00.

Sábado, dia 21 de dezembro, às 21h – Naviloca

NAVILOCA é uma banda experimental que incorpora em seus arranjos acústicos estilos como o trap, o boombap e o pop rock, além de uma temática emocional, sensual, bem-humorada e descontraída. Buscando conexões contemporâneas nas suas composições autorais, une letras em português e inglês, e foge da norma unindo o beat-box ao cajón, instrumento de percussão com origem no Peru colonial. O show da banda, formada a partir do coletivo de artistas Sercópia, passa a integrar a programação do Palco Lapa 145 sempre no terceiro sábado de cada mês. O evento começa às 21h e a entrada custa R$ 10,00.

O Palco Lapa fica na Rua da Lapa, 145. Mais informações pelo telefone (21) 98231-0108 ou pelo site www.palcolapa145.com.br

André Severo trio apresenta espetáculo “Semente Crioula” na Lapa

Última edição do ano do evento gratuito da Casa Com a Música celebra mais de 100 apresentações em 2019

A última edição do Sarau ComVida de 2019 será para lá de especial. Ao longo do ano, o evento realizado pela Casa Com a Música, na Lapa, abriu espaço para mais de 100 artistas mostrarem seus trabalhos, de nomes de peso da música brasileira, como Robertinho Silva, Jane Duboc, Carlos Dafé, Azymuth, Kiko Continentino, Mauro Senise e Reppolho, à nova geração, como Luciane Dom, Beraderos, Chele, Nana Kozak e Soul Guanabara. E para comemorar tantos talentos reunidos, a casa vai receber o show “Semente Crioula”, da banda André Severo trio, na terça-feira, dia 17 de dezembro, a partir das 19h.

No espetáculo, Severo explora as mais diversas influências africanas e afro mundanas, por meio de canções autorais e releituras de clássicos, viajando, com leveza e visceralidade, por ritmos como o samba, o jongo e o ijexá, que se mesclam com o lamento do blues, com o requinte do jazz, com a malemolência do reggae, com o teor “caliente” da salsa, e até com o peso do rock’n’roll, acompanhado pelo guitarrista Luiz Janela e pelo percussionista Kaio Ventura. A noite também contará com as participações especiais de Luana Karoo, André Muato e Léo Brum.

Os recentes trabalhos do trio são o EP “SEVERO”, de 2013, e o single “SEDE”, que acaba de ser lançado, ambos disponíveis nas principais plataformas digitais. Já o seu próximo álbum está em fase de produção e terá o título e a essência do show.

Promovido pela Casa Com a Música em parceria com o Sindicato Nacional dos Compositores Musicais sempre às terças-feiras, o Sarau ComVida tem o propósito de abrir espaço para a diversidade e riqueza das manifestações artísticas. Uma atração diferente a cada terça-feira, apresentando novos talentos e nomes consagrados no universo das artes. E o microfone é aberto para quem quiser mostrar o seu talento ao longo da noite. O evento integra o conjunto de ações que a Casa, criada em homenagem ao cantor Milton Nascimento, vem realizando para angariar recursos para sua reforma. A entrada é uma colaboração consciente.

A Casa com a Música fica na rua Joaquim Silva, 67, na Lapa.

Serviço:  
Data: 17 de dezembro, terça-feira 
Início do Show: 19h 
Entrada: colaboração consciente

Local: Casa com a Música

Endereço:  Rua Joaquim Silva, 67, Lapa (RJ)

Mais informações: https://www.facebook.com/events/650465985488106/

Festival de Rap agita a Lapa

Festival Lapa é Rap chega à sua 17ª edição com diversas apresentações, batalha de MC’s e intervenções poéticas no Palco Lapa 145

Quem curte rap e as tradicionais batalhas de MC’s já tem o seu ponto de encontro no Rio de Janeiro. O Palco Lapa 145 recebe o Festival Lapa é Rap na sexta, dia 13 de dezembro, a partir das 22h. O evento, idealizado pelo músico e agitador cultural Kobá Xilon, reúne o melhor da nova cena do Rap em encontros imperdíveis e novidades sempre na segunda sexta de cada mês. A sua 17ª edição, a última de 2020, vai contar com batalha de MC’s, intervenções poéticas e apresentações de Piratta, Odisseia Rap, 780, Kid Black, Chury Gonzales, Viniboy, Faixa de Gaza, Gruta Records e Gabi Siqueira. O evento começa às 22h e a entrada custa R$ 5,00.

Criado pela cantora Rosângela Si, o Palco Lapa 145 abre as portas com o intuito de ser uma casa dos artistas e seus movimentos. Com uma programação eclética, o casarão do final do século XIX está totalmente antenado com o nosso tempo, abraçando a diversidade e as manifestações artísticas em estado puro com festivais, shows, exposições, saraus, gastronomia, rodas de samba, rap e hip-hop e oficinas de dança e iniciação musical.

– Somos a casa da diversidade e da cultura, sempre aberta a todos que queiram mostrar o seu talento e, é claro, para quem está ávido a curtir e descobrir a cena carioca das artes muito além do mainstream – ressalta a fundadora.

A casa fica na Rua da Lapa, 145. Mais informações pelo telefone (21) 98231-0108 ou pelo site www.palcolapa145.com.br

Serviço: 

Festival Lapa é Rap – 17ª edição

Data: 13 de dezembro, sexta-feira

Início do Show: 22h

Entrada: R$ 5,00

Local: Palco Lapa 145

Endereço: Rua da Lapa, 145, Centro.

Mais informações: 

www.palcolapa145.com.br

https://www.facebook.com/events/520564655515023/

Francinne e MC Rebecca gravam “Cinderelas”, novo feat das cantoras

A cantora Francinne acaba de lançar o clipe do feat funk pop nesta sexta-feira, 06. Após a parceria com MC Zaac, com o hit “Aceleradinha”,  que teve o maior desempenho de estreia da carreira de Francinne, a faixa “Cinderelas”, produzida por hitmaker, traz MC Rebecca na colaboração.

No melhor estilo “150BPM” – batimentos por minuto – a dupla retrata a realidade da mulher contemporânea, que hoje fixa sua liberdade e opinião como marca registrada. “Cinderelas é minha segunda produção com a Hitmaker e um dos singles mais importantes da minha carreira em 2019. O ritmo funk pop extravasou o Rio de Janeiro e atravessou o Brasil, hoje é uma realidade em todas as pistas do país. A letra fala de mim e outras princesinhas que, assim como eu, mesmo não sendo cariocas, tiveram contato e se apaixonaram pelo Funk. Convidei a MC Rebecca, pois sempre admirei sua atitude e trajetória guerreira e empoderada. Ela é uma verdadeira Cinderela dos bailes e não podia ficar de fora dessa faixa!”, conta Francinne.

MC Rebecca acabou de entrar pra historia da música brasileira por ser a primeira mulher negra a alcançar o topo do Spotify com a música “Combatchy” em parceria com Anitta, Luisa Sonza e Lexa. Ela está confiante em Cinderelas.  “Foi incrível gravar o clipe Cinderelas com a Francine. A gente se divertiu muito durante as filmagens e rolou uma grande sintonia. Ela é uma pessoa muito legal, talentosa e tem tudo para dar certo.”


Assista ao clipe abaixo, que também está disponível nas plataformas de streaming.