Lapa de todas as vozes

Festival de Rap, gastronomia inclusiva, show para celebrar o centenário de Clarice Lispector e Jazz: confira o que vai agitar o bairro mais boêmio do Rio de Janeiro

Criado pela cantora Rosângela Si, o Palco Lapa 145 abre as portas com o intuito de ser uma casa dos artistas e seus movimentos no bairro mais boêmio do Rio de Janeiro, a Lapa. Com uma programação eclética, o casarão do final do século XIX está totalmente antenado com o nosso tempo, abraçando a diversidade e as manifestações artísticas em estado puro com festivais, shows, exposições, saraus, gastronomia, rodas de samba, rap e hip-hop e oficinas de cinema, dança e iniciação musical. “Somos a casa da diversidade e da cultura, sempre aberta a todos que queiram mostrar o seu talento e, é claro, para quem está ávido a curtir e descobrir a cena carioca das artes muito além do mainstream”, ressalta a fundadora.  

Confira a programação da casa:

Quinta-feira, dia 9 de janeiro, às 21h – Renata Braz e Trio

A cantora Renata Braz e o trio de músicos formado por Leandro Rocha, Alexandre Alves e Ju Werneck apresentam releituras de clássicos e repertório autoral com muito samba, pop, forró, Axé e Bossa Nova. Renata Braz tem mais de 20 anos de carreira, com diversos festivais de música no currículo e atualmente participa do espetáculo “Bitucanto”, que homenageia a vida e obra de Milton Nascimento. O evento começa às 21h e a entrada é R$ 12.

Sexta-feira, dia 10 de janeiro, às 18h – Cozinha Nem

Lançamento da linha de produtos veganos feita por moradores da Casa Nem, espaço na Lapa que é símbolo de luta e de resistência acolhendo e conscientizando transexuais, travestis e transgêneros, que participaram do projeto Cozinha & Voz, com apoio da Organização Internacional do Trabalho. Entre as delícias disponíveis para a degustação, pizzas e hambúrgueres. O evento começa às 18h e a entrada é franca.

Sexta-feira, dia 10 de janeiro, às 22h – 18º Festival Lapa é Rap

Idealizado pelo músico e agitador cultural Kobá Xilon, o evento reúne o melhor da nova cena do Rap com encontros imperdíveis e novidades sempre na segunda sexta de cada mês. A sua 18ª edição, a primeira de 2020, vai contar com batalha de MC’s, intervenções poéticas e apresentações de Emitê OG, Odisseia Rap, 780, Old Dirty Bacon, HG MC, Gruta Records, DJs Karma e Gravina Dope Beats. O evento começa às 22h e a entrada custa R$ 5,00.

Sábado, dia 11 de janeiro, às 20h – Poética Planetária Subtropicalista: Saraushow “100 Anos de Clarice Lispector”

Movimento multicultural criado em 2014 pelo cantor e compositor Alexandre Rota, a banda Poética Planetária Subtropicalista (POPS), em parceria com o Sarau FioMulticultural, promovem uma noite de celebração da obra de Clarice Lispector, que faria cem anos em 2020. Haverá exibição de vídeos sobre Clarice Lispector e o Saraushow multicultural com apresentação musical da banda. Em seguida, começam os jogos poéticos interativos intercalados à música e poesia com construção coletiva de fanzine, criação de música interativa em homenagem à Clarice Lispector e o público poderá levar livros para trocar. O evento começa às 20h e a entrada é franca.

Toda terça-feira, às 18h – Microfone aberto

Microfone Aberto é um sarau moderno que acontece todas as terças, a partir das 18h, onde os artistas podem recitar suas poesias, cantar, apresentar monólogos, ler seus contos, manifestos, em resumo, mostrar a sua arte, sem amarras nem mordaças. A entrada franca.

Toda terça-feira, às 21h – Jam Latin Jazz Session

Jazz com tempero latino. Essa é a proposta da banda DS Grooves, liderada pelo saxofonista, clarinetista, compositor e arranjador uruguaio Daniel Santos. Com mais de 30 anos de carreira e participações em diversos projetos e Big Bands na América Latina, o artista apresentará com seu conjunto músicas autorais, clássicos fusionados com ritmos latinos e canções de expoentes como Paquito D’Rivera e Chucho Valdés. O evento começa às 21h e a entrada é uma contribuição consciente. 

O Palco Lapa fica na Rua da Lapa, 145. Mais informações pelo telefone (21) 98231-0108 ou pelo site www.palcolapa145.com.br

Palco da diversidade

Palco Lapa 145 recebe shows de jazz, samba, bossa nova e pop alternativo 

Criado pela cantora Rosângela Si, o Palco Lapa 145 abre as portas com o intuito de ser uma casa dos artistas e seus movimentos no bairro mais boêmio do Rio de Janeiro, a Lapa,. Com uma programação eclética, o casarão do final do século XIX está totalmente antenado com o nosso tempo, abraçando a diversidade e as manifestações artísticas em estado puro com festivais, shows, exposições, saraus, gastronomia, rodas de samba, rap e hip-hop e oficinas de dança e iniciação musical. “Somos a casa da diversidade e da cultura, sempre aberta a todos que queiram mostrar o seu talento e, é claro, para quem está ávido a curtir e descobrir a cena carioca das artes muito além do mainstream”, ressalta a fundadora.  

Confira a programação da casa:

Quinta-feira, dia 19 de dezembro, às 21h – Park Experimental

Yumi Park é uma cantora coreana radicada no Brasil desde 1994. O seu trabalho é permeado por nomes do jazz e da bossa nova, como Tom Jobim, Gal Costa, Nara Leão, Elis Regina, Leny Andrade, Marcos Valle, Ella Fitzgerald, Sarah Vaughan, Dee Dee Bridgewater,  Bobby Mcferrin, Esperanza Spalding, Youn Sun Nah, entre outros. Ela estreia o projeto “Park Experimental”, que tem o objetivo de um ensaio aberto produzindo um som experimental com convidados especiais da cena musical carioca. O evento começa às 21h e a entrada é uma contribuição consciente.

Sexta-feira, dia 20 de dezembro, às 20h – Show de Joice Taciana & o pianista Dilson Nascimento

Cantora e compositora, Joice Taciana integra a nova geração da MPB e, em pouco tempo de carreira, já conquistou admiradores ilustres, como Chico Buarque, Carlos Dafé, Jorge Aragão, maestro João Carlos Martins, Teresa Cristina, Monarco, Arlindo Cruz e Moacyr Luz, com o seu estilo único de interpretação, tanto do seu trabalho autoral quanto de clássicos da nossa música. Com o pianista Dilson Nascimento, Joice desfila o seu talento pelo samba, bossa nova, MPB e Jazz. Essa edição homenageia Dilson, que faz aniversário, e contará com diversas participações especiais, como a dos alunos da Escola de Música Villa-Lobos. O evento começa às 20h e a entrada custa R$ 15,00.

Sábado, dia 21 de dezembro, às 21h – Naviloca

NAVILOCA é uma banda experimental que incorpora em seus arranjos acústicos estilos como o trap, o boombap e o pop rock, além de uma temática emocional, sensual, bem-humorada e descontraída. Buscando conexões contemporâneas nas suas composições autorais, une letras em português e inglês, e foge da norma unindo o beat-box ao cajón, instrumento de percussão com origem no Peru colonial. O show da banda, formada a partir do coletivo de artistas Sercópia, passa a integrar a programação do Palco Lapa 145 sempre no terceiro sábado de cada mês. O evento começa às 21h e a entrada custa R$ 10,00.

O Palco Lapa fica na Rua da Lapa, 145. Mais informações pelo telefone (21) 98231-0108 ou pelo site www.palcolapa145.com.br